Mapa anuncia novo calendário de vacinação contra febre aftosa

Primeira etapa de imunização será em maio para bovinos e bubalinos até 24 meses

Por |
Mapa anuncia novo calendário de vacinação contra febre aftosa
04deAbrilde2022ás16:17

Para equacionar a demanda de vacinas contra febre aftosa com o cronograma previsto de produção da indústria, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), após discussão com os serviços veterinários estaduais do Bloco 4 do Plano Estratégico do Programa Nacional de Vigilância da Febre Aftosa (PE-PNEFA), inverteu o calendário de vacinação, em 2022, para dez unidades da Federação.

A primeira etapa a ser realizada em maio será destinada aos bovinos e bubalinos até 24 meses, enquanto a segunda, em novembro, para todo o rebanho.

A inversão na estratégia de vacinação será válida para o Distrito Federal e mais dez estados: Bahia, Espírito Santo (já utiliza essa estratégia), Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo e Tocantins, que compõem o Bloco 4. Esses estados totalizam aproximadamente 61,3 milhões de bovinos e bubalinos de zero a 24 meses, que deverão ser imunizados no mês de maio de 2022.

"O Espírito Santo já usa essa estratégia, que agora é ampliada aos demais dez estados do bloco 4 neste ano”, explica o diretor do Departamento de Saúde Animal, Geraldo Moraes.

Conforme o Mapa, o objetivo da medida é garantir a oferta oportuna de vacinas nas etapas de 2022 para manter os índices vacinais satisfatórios e a imunidade do rebanho brasileiro, “evitando prejuízos à certificação de país livre com vacinação do Brasil”, afirmou em comunicado à imprensa.

"Estamos em constante articulação com os serviços veterinários estaduais, com o setor produtivo e com a indústria produtora de vacina no país, para que as últimas etapas de vacinação contra a febre aftosa ocorram de forma adequada”, garante o diretor.

Segundo Geraldo Moraes, a demanda de vacina para este ano está acordada e programada com a indústria produtora, viabilizando a oferta oportuna para os estados envolvidos dentro dos meses previstos para vacinação, sem necessidade, a princípio, de prorrogação das etapas, como foi observado no ano passado.

Diante da preocupação dos produtores rurais com possível redução dos índices de prenhez no rebanho, devido ao manejo dos animais durante a vacinação, o diretor informa que “para a segunda etapa de vacinação em específico, a ser realizada em novembro e que envolve todo o rebanho bovino e bubalino, os produtores poderão solicitar autorização aos serviços veterinários estaduais para realizar a vacinação de seus animais a partir de primeiro de outubro ou postergar para dezembro, dependendo do planejamento reprodutivo utilizado no rebanho”.

A vacinação em áreas especiais, como a região do Pantanal (MT) e a Ilha do Bananal (TO), permanecem inalteradas, seguindo o calendário previsto inicialmente.

Veja aqui o calendário nacional de vacinação contra febre aftosa 2022.

Cargando...