Brasil quer fim da suspensão da Europa contra pescado nacional

CNA visa organizar festival internacional para promover produção do país

Por |
Brasil quer fim da suspensão da Europa contra pescado nacional
13deMaiode2022ás14:52

A Comissão Nacional de Aquicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) pretende organizar um festival internacional em mais uma tratativa para acelerar a retomada das exportações do pescado brasileiro para a União Europeia, suspensas desde 2017. 

Nesta semana, o presidente da comissão, Francisco Hidalgo Farina, e a diretora de Relações Internacionais da entidade, Sueme Mori, estiveram reunidos com adidos agrícolas do Brasil na União Europeia (UE) justamente para discutir estratégias de trabalho para a reabertura do mercado europeu.

“O setor produtivo já perdeu muito e no momento precisamos de respostas rápidas”, afirmou Farina, para quem a situação é injusta, uma vez que prejudica todo o setor brasileiro. “A suspensão ocorreu devido a restrições na frota de barcos pesqueiros do País, que não envolvem a aquicultura”, justificou.

Para “fazer as pazes” com a União Europeia, a CNA sugere a organização de um Festival Internacional do Tambaqui da Amazônia, com a promoção do pescado nacional, semelhante ao que é realizado no Brasil, com apoio do Sebrae, Associação de Criadores de Peixes do Estado de Rondônia (Acripar) e governo estadual.

Os adidos agrícolas Guilherme Costa e Bernardo Todeschini também acreditam que o festival possa ajudar na promoção do pescado brasileiro na UE, aumentando o conhecimento da população europeia sobre o pescado produzido de forma técnica no Brasil.

 

Suspensão em 2017

As exportações de pescado do Brasil para parte da União Europeia estão suspensas desde 2017, após questionamentos apresentados por autoridades do bloco depois de uma missão de auditoria.

Desde então, a Secretaria de Aquicultura e Pesca vem trabalhando em conjunto com a Secretaria de Defesa Agropecuária na elaboração e implementação de medidas para o controle higiênico-sanitário da cadeia produtiva e que atendam exigências da comunidade europeia.

Em abril, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) participaram da maior feira de pescado do mundo, a Seafood Expo Global, na Espanha, também com o objetivo de aprofundar as tratativas para a retomada das exportações de pescado brasileiro.

Cargando...