Mato Grosso do Sul inaugura centro tecnológico para produção de leitões

Local recebeu investimentos de R$ 19 milhões do empresário Edson Cristofolini e tem capacidade para acomodar 4 mil matrizes

Por |
Mato Grosso do Sul inaugura centro tecnológico para produção de leitões
28deJunhode2022ás17:26

Como a tecnologia atua em uma Unidade de Produção de Leitões de Desmamados (UPD)? A Fazenda Santo Antonio da Conquista, localizada em Rio Preto, no Mato Grosso do Sul, tem a resposta.

 

Inaugurado na semana passada, após investimentos de 19 milhões, do empresário Edson Cristofolini, o projeto de UPD instalado no local impressiona pela tecnologia que atua desde o o manejo dos animais até na destinação adequada dos dejetos, garantindo a sustentabilidade e impedindo que haja contaminação ambiental.

Tem mais: a ração servida é automática, assim como a climatização dos barracões é feito para garantir o bem-estar dos animais. O projeto contempla ainda fossa séptica, lagoas de estabilização dos dejetos e um biodigestor para produzir biogás usado na geração de energia elétrica.

“A intenção de trazer uma UPD a Mato Grosso do Sul era antiga”, disse, durante visita ao local na última sexta (dia 24), o superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Bruno Gouveia.

Ele refere-se ao trabalho que o Governo do Estado vem fazendo nos últimos anos para atrair investimentos à suinocultura do Mato Grosso do Sul e recorda que o diálogo com Cristofolini teve início em 2020.

“Fomos atraídos para cá pelo potencial que o Estado apresenta, pelos incentivos que o governo oferece e o assessoramento da Semagro na contratação dos financiamentos que ajudou muito. Também o processo de licenciamento ambiental foi bastante ágil, isso tudo favorece”, destacou o empresário.

A UPD de Rio Negro tem capacidade acomodar para até 4 mil matrizes e a área total da edificação é de 1.6 hectare.

Protocolo cumprido

De acordo com a Semagro, a implantação do projeto seguiu todo protocotolo de adequações e está em acordo com as normas técnicas do setor. O governo exigiu, para que o empreendimento fosse licenciado, a apresentação de Relatório Técnico de Conclusão acompanhado de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), Plano de Auto Monitoramento (PAM), Anotação de Responsabilidade Técnica - ART; e o comprometimento por parte do empreendedor de cumprir o disposto nas normas ambientais e técnicas aplicáveis para resíduos sólidos definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Cargando...