Aplicação do crédito rural somou R$ 344 bilhões no Plano Safra 2022/2023

De janeiro a junho deste ano, foram liberados R$ 131 bilhões para custeio, investimento, comercialização ou industrialização

|
De acordo com a análise, foram realizados 1.903.436 contratos no período de doze meses do ano agrícola

De acordo com a análise, foram realizados 1.903.436 contratos no período de doze meses do ano agrícola

06deJulhode2023ás17:03

O desembolso do crédito rural do Plano Safra 2022/2023, encerrado na última sexta-feira (dia 30), chegou a R$ 344 bilhões entre julho/2022 e junho/2023, de acordo com a análise da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

Os financiamentos de custeio tiveram aplicação de R$ 204,7 bilhões, enquanto as contratações das linhas de investimentos totalizaram R$ 90,5 bilhões. Já as operações de comercialização atingiram R$ 33,5 bilhões e as de industrialização, R$ 15,2 bilhões.

De acordo com a análise, foram realizados 1.903.436 contratos no período de doze meses do ano agrícola, sendo 1.376.891 no Pronaf e 204.935 no Pronamp.

Os valores contratados pelos pequenos e médios produtores em todas as finalidades (custeio, investimento, comercialização e industrialização) foram, respectivamente, de R$ 52,2 bilhões no Pronaf e de R$ 48,7 bilhões no Pronamp.

Os demais produtores formalizaram 321.610 contratos, correspondendo a R$ 243 bilhões de financiamentos contratados nas instituições financeiras.