Agrishow 2022: Solinftec lança primeiro robô agrícola brasileiro ao mercado

Inovação usa inteligência artificial para tomada de decisão em grãos, cana e fibras

Por |
Agrishow 2022: Solinftec lança primeiro robô agrícola brasileiro ao mercado
26deAbrilde2022ás18:37

A Solinftec lançou na Agrishow 2022 o primeiro robô agrícola brasileiro para comercialização, o Solix Ag Robotics, e sua nova plataforma de inteligência artificial, a Alice AI.

A agtech brasileira pode levar à prática ambas tecnologias para aplicação em culturas como grãos, fibras e cana-de-açúcar em escala. A equipe da empresa está inclusive captando a lista de interessados em serem os primeiros proprietários da inovação. Os primeiros locais de venda do Solix serão Brasil, Estados Unidos e Canadá.

O Solix Ag Robotics opera em conjunto com a plataforma Alice AI e é capaz de captar milhares de imagens por minuto dos talhões com riqueza de detalhes. A partir daí, o equipamento cruza as informações com uma “biblioteca” atualizada com mais de 10 bilhões de informações do campo para ajudar os produtores na tomada de decisões.

Em outras palavras, o equipamento da Solinftec indica ao produtor rural quando e como agir, desde o pré-plantio ao pós-colheita, em escolhas sobre logística, gestão, rastreabilidade e agronomia.

A Alice AI sabe dizer, por exemplo, qual o melhor momento para realizar cada operação, direcionando insumos, equipamentos, maquinários e mão de obra com total autonomia com antenas próprias das Solinftec.

Robô agrícola brasileiro

O Solix Ag Robotics nasce com uma “extensão” da Alice AI, sendo uma espécie de “olhos” da plataforma dentro das lavouras. Completamente autônomo, o robô foi desenvolvido em três anos e promove o uso racional de agroquímicos, assegura a saúde do solo e viabiliza a agricultura de baixo carbono.

O equipamento tem 2,5 metros por 2 metros e permite o monitoramento planta a planta, o que favorece a descoberta de pragas ainda em seu estágio inicial, e, consequentemente, o controle mais rápido e com menor utilização de defensivos.

A previsão da empresa é que, por meio do novo ecossistema, a redução do uso de insumos químicos nas lavouras possa chegar a 30%, no caso de defensivos e fertilizantes, e a até 70%, quanto aos inseticidas, caso a praga seja identificada no estágio inicial.

Além disso, o Solix contribui para uma aplicação mais precisa, sem eliminar inimigos naturais de algumas pragas necessárias para o equilíbrio natural, e ainda evita a compactação do solo.

Movido por meio de energia solar, um robô é recomendado para cada 200 hectares e tem capacidade de monitorar 14 milhões de plantas por semana. A expectativa da Solinftec é lançar robôs de acordo com as especificidades de cada cultura e/ou ainda aos diferentes relevos.

A expectativa é que entre 1 milhão até 1,5 milhão de hectares de grãos poderão ser monitorados com robô da Solinftec em um ano. Até o final de 2022, a previsão é que ocorra a pré-venda da plataforma robótica para cana-de-açúcar, cultura que a empresa já atende com a Alice AI.

Referência

Com origem em Araçatuba (SP), a Solinftec é um das agtechs brasileiras com mais destaque no Brasil e no mundo. Atualmente, a companhia gestiona, em tempo real, mais de 11 milhões de hectares.

Na prática isso significa mais de 3,7 trilhões de data points (unidades de informação) coletados todos os anos pela Alice AI. Ao todo, são 250 mil usuários interagindo o tempo todo com a plataforma, que se integra a todos os processos da lavoura.

A Solinftec conta com mais de 700 colaboradores globalmente, 330 somente na área de P&D, além de unidades nos Estados Unidos, Colômbia, Canadá e China.

Cargando...