Dia das Mães: venda de flores deve aumentar 30%

Data é considerada estratégica para o setor de floricultura, segundo Ceagesp

Por |
Dia das Mães: venda de flores deve aumentar 30%
06deMaiode2022ás11:37

Data considerada estratégica para o setor de floricultura, o Dia das Mães deve responder por um aumento entre 25% e 30% na comercialização de flores nesta semana que antecede a comemoração – marcada para o no próximo domingo, dia 8/5. Os dados são da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp).

Entre os setores mais impactados com as restrições impostas pela pandemia de covid-19, em 2020 e 2021, principalmente com os cancelamentos de eventos, o setor de flores comemora sua retomada em 2022, com aumento nas vendas de 8,5% no primeiro trimestre, em comparação com o mesmo período em 2021, de acordo com a Ceagesp.

“Os comerciantes afirmam que muitos itens já foram encomendados e o número de visitantes também deve aumentar com a proximidade do Dia das Mães. As flores de vaso, como as orquídeas, e as flores de corte, como as rosas, continuam sendo as mais demandadas nesta semana”, disse o chefe da Seção de Economia da Ceagesp, Thiago de Oliveira, em nota divulgada pela companhia. 

Ainda de acordo com a Seção de Economia da Ceagesp, o movimento percebido na feira de terça-feira (3) foi positivo e há expectativa de uma maior comercialização nesta quinta-feira (5). 

A Ceagesp é uma rede pública de armazéns, silos e graneleiros do Estado de São Paulo, com 18 unidades ativas, e com 13 entrepostos, entre eles o Terminal de São Paulo, que é a maior central de abastecimento de frutas, legumes, verduras, flores e pescados América Latina.

A entidade também realiza duas vezes na semana - de segunda para terça-feira e de quinta para sexta-feira - a tradicional Feira de Flores da capital paulista, com produtores, distribuidores e comerciantes de flores e de plantas reunidos no pavilhão do Mercado Livre do Produtor. A feira ocorre a partir das 22h30, seguindo durante toda a madrugada, até as 9h30.

 

Ibraflor

Também o presidente do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), Kees Schoenmaker, falou recentemente sobre a importância da data para o setor. Em editorial do boletim de Abril da entidade, lançado no último dia 28, ele destacou que o dia das mães é estratégico, não só por  representar tradicionalmente um aumento de 20% nas vendas, mas também por servir para nortear a produção nos demais meses do ano.

“Maio é muito importante porque os resultados do Dia das Mães (data que representa, aproximadamente, 20% do faturamento do Setor), normalmente, sinalizam como serão os próximos meses. Evidentemente, o frio pode dar uma mãozinha. O que temos percebido é que a qualidade dos produtos, na grande maioria, é muito boa, o que garante maior durabilidade para o consumidor e, também, grande satisfação”, escreveu Kees.

A Ibraflor cita como bom exemplo da retomada o retorno, após dois anos, da Expoflora, a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, em Holambra, interior paulista. A edição 2022, de número 39, iniciou em abril à venda os ingressos promocionais com até 70% de desconto (podendo ser adquirido até o dia 24 de junho). O evento será realizado entre os dias 2 e 25.

Cargando...