Bielorrússia quer retomar fornecimento de potássio ao Brasil

Informação é do embaixador brasileiro no país, Sergey Lukashevich

Por |
Bielorrússia quer retomar fornecimento de potássio ao Brasil
18deMaiode2022ás15:28

A Bielorrússia considera retomar o fornecimento de cloreto de potássio ao Brasil. A informação foi dada nesta quarta, 17, pelo embaixador brasileiro no país, Sergey Lukashevich ao jornal Sputinik Lituânia.

A venda de fertilizantes ao Brasil foi suspensa em 1º fevereiro, após o governo da Lituânia cortar uma importante rota de trânsito, em meio às sanções dos EUA impostas em 2021.

Segundo Lukashevich, a volta das negociações é aguardada pelo Brasil e pode ajudar muito na atual crise de fertilizantes. Ele ainda destacou-se que o cloreto de potássio belarus foi embarcado ao melhor preço de 60% mais barato do que produtos similares da Rússia e Canadá.

“É impossível substituir o cloreto de potássio da Bielorrússia no Brasil, pois representa quase 20% do mercado brasileiro", disse Sergey Lukashevich.

Quando suspenso o fornecimento, a diplomacia bielorussa emitiu nota oficial, explicando que a medida era consequência de decisões das autoridades lituanas. O agronegócio brasileiro é altamente dependente de fertilizantes importados e, por isso, anunciou em regime de urgência um Plano Nacional de Fertilizantes.

No ano passado, mais de 85% dos consumo brasileiro de fertilizantes NPK (sigla para Nitrogênio, Fósforo e Potássio), os principais macronutrientes das lavouras, vieram do exterior. 

Cargando...