Pantanal: o que significa bruaca e marruá?

Novela da Globo despertou interesse nacional por expressões agro

Por |
Pantanal: o que significa bruaca e marruá?
07deJunhode2022ás17:12

O clássico da teledramaturgia brasileira “Pantanal” estreou há pouco mais de dois meses e algumas de suas expressões pantaneiras, como marruá e bruaca, já extrapolam as fronteiras para conquistar todo o Brasil.

Estas duas são as mais ouvidas e que mais despertam interesse, mas diversas outras também são importantes para a agropecuária, afinal, como a própria telenovela mostra, o bioma Pantanal é muito integado ao agro.  

Então vamos começar por elas:

Marruá: a gíria caracteriza um animal agressivo, muito bravo, e é conhecida entre os peões do Pantanal. Outros significados para a expressão é uma pessoa inexperiente, caloura. É também o sobrenome de Maria (Juliana Paes) e Juma Marruá (Alanis Guillen), as mulheres que viram “onça” na trama.

Bruaca: o apelido dado por Tenório (Murilo Benício) a sua esposa, Maria (Isabel Teixeira) é uma ofensa a qualquer mulher pois significa feia, velha ou mesmo prostituta. Contudo, o termo também quer dizer bolsa ou saco de couro cru, usado nas comitivas.

Mas a novela também apresentou outros termos “agro” para o Brasil.

Mocho: boi ou vaca sem chifre

Tapera: nome dado a casas velhas e abandonadas, muitas vezes situadas nos caminhos que levam boiadas, às vezes, por centenas de quilômetros.

O “pantanerês”, é claro, não fala apenas do agro. Também tem expressões para diversas situações do dia-a-dia, algumas muito divertidas. Entre elas, estão:

Jacú: tímido

Nó de boneca: uma espécie de nó feito na ponta do laço de couro para não enrolar

Sem graceira: chateação, falta de sossego, inquietação

Ururento: pessoa que só pensa em dinheiro

Varar: cortar caminho

Flozô: os peões usam a palavra de maneira pejorativa para se referir a gay, ou a quem tem trejeitos mais femininos.

Cargando...