Senar capacita 468 instrutores sobre aplicação de defensivos agrícolas

Parceria com CropLife aposta na educação para aumentar segurança e competitividade do agro brasileiro

Por |
Senar capacita 468 instrutores sobre aplicação de defensivos agrícolas
08deJunhode2022ás13:43

O famoso ditado que diz “de grão em grão, a galinha enche o papo"  define bem a parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e a Croplife Brasil (associação que atua pesquisa e desenvolvimento da produção agrícola sustentável) cujo objetivo é capacitar – em maior número possível – trabalhadores do campo no uso correto dos defensivos agrícolas. 

Explica-se: criado no ano passado, o programa comemora o treinamento da segunda turma em 2022, formada por 348 participantes. O número que é quase três vezes maior do que o da primeira, que reuniu 120 instrutores no começo do ano.

“O primeiro passo é a capacitação de instrutores, que serão os responsáveis pela multiplicação do conteúdo aprendido. Agora começamos a ter os desdobramentos dessas capacitações, que começam a chegar às propriedades, onde o aprendizado será repassado”, explica Janete Almeida, diretora de Educação Profissional e Promoção Social do Senar.

A ideia de “juntar forças” e oferecer a educação na prática para agricultores e produtores (multiplicando o conhecimento) surge alinhada com importância do cumprimento das normas de saúde e segurança, além de melhora a eficiência, na aplicação de defensivos.

Isso porque segundo técnicos e especialistas do Senar e da CropLife uma das missões, quando o debate é sobre defensivos agrícolas, é justamente mostrar que a tecnologia não supre a boa conduta.

“Com mais pessoas se atualizando sobre os procedimentos corretos para a utilização de defensivos, todos ganham. Isso significa em primeiro lugar, produtores e trabalhadores mais seguros, e em segundo lugar, o uso da aplicação de defensivos de forma mais racional e responsável”, diz o assessor técnico Mateus Tavares.

De acordo com Roberto Araújo, líder de Sustentabilidade e Stewardship na CropLife Brasil, a educação profissionalizante é a última fronteira para aumentar a competitividade do agro.

Neste setindo, destaca-se a parceria com o programa Aplicador Legal, do Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento (Mapa), que busca habilitar mais de 2 milhões de aplicadores de defensivos agrícolas químicos e biológicos até o final de 2026. 

Exemplo prático

A Fazenda Canaã, na região do Núcleo Rural de Rio Preto, a 65km de Brasília (DF), recebeu um treinamento, coordenado pelo instrutor Ronaldo Trecenti, do Senar/DF (foto), na semana passada.

Ele repassou para funcionários da propriedade, ligados à Fundação ABC, sobre a importância do uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI), durante aplicação dos defensivos agrícolas na lavoura.

“É muito importante essa conscientização, porque estamos falando da saúde e da proteção, tanto de pessoas ligadas a produção quanto da segurança do alimento que chega à sociedade.”, destaca Ronaldo Trecenti.

Cargando...