CNA pede ao Governo mais R$ 710 milhões de subvenção ao seguro rural

Justificativa é que mais da metade do orçamento aprovado para 2022 já foi usado nas safras de inverno

Por |
CNA pede ao Governo mais R$ 710 milhões de subvenção ao seguro rural
22deJunhode2022ás15:38

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou hoje (dia 22) ter pedido ao Ministério da Economia a liberação de R$ 710 milhões como suplementação orçamentária para a execução do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), em 2022.

Segundo a CNA, o valor será utilizado para garantir a cobertura do plantio da próxima safra de verão, que começa agora em setembro.

O pedido foi feito através de ofício, encaminhado ao secretário especial do Tesouro e Orçamento, Esteves Colnago.

O argumento da CNA é o de que, da verba de R$ 990 milhões aprovados na Lei Orçamentária Anual de 2022, cerca de 52% já foi utilizada para culturas de inverno.

“Considerando o cenário atual, os recursos liberados para esse ano só serão suficientes para cobrir 8,1 milhões de hectares, ou seja, está muito aquém do total segurado no ano anterior”, escreveu ao Ministério João Martins, presidente da CNA, que assina o ofício.

Ele cita que, no ano passado, com recursos de R$ 1,18 bilhão, a subvenção ao seguro rural atendeu mais de 120 mil produtores, com 217 mil apólices e cobertura de 14 milhões de hectares. E lembra que, em função da intensidade dos eventos climáticos e da alta sinistralidade na safra 2021/2022, por conta do aumento nos custos de produção, os prêmios de subvenção ficaram mais caros, demandando maior volume de recursos para manter os mesmos indicadores que o PSR alcançou em 2021. 

Adesão aos seguros agrícolas aumentou

Ainda de acordo com a CNA, a maior adesão dos produtores aos seguros agrícolas também reflete o aumento das perdas decorrentes de problemas climáticos. Somente de janeiro a março, as seguradoras já pagaram em indenizações aos produtores cerca de R$ 5,8 bilhões.

“Isso demonstra que a política de subvenção ao seguro rural vem funcionando para garantir a permanência de milhares de produtores em atividade”, diz Martins.

A CNA pede que o Governo viabilize a suplementação orçamentária com prioridade aos produtores de milho primeira safra e soja, para que possam acessar a política de gestão de riscos ainda em 2022.

Cargando...