Geração de energia a partir de cana cai em 2021

Foi a primeira redução em três anos, segundo balanço da Empresa de Pesquisa Energética

Por |
Geração de energia a partir de cana cai em 2021
23deJunhode2022ás14:49

 O volume enérgico oriundo da cana-de-açúcar fechou 2021 em queda, com 49,4 milhões de toneladas equivalentes de petróleo (Mtep), número é 10% inferior a produção de 2020. 

Essa é a primeira vez desde 2017, que a energia gerada pela biomassa de cana-de-açúcar fica abaixo de 50 Mtep. Também é o primeiro decréscimo dos últimos três anos.

As informações foram publicadas pela agência Nova Cana, após estudo do Balanço Energético Nacional (BEN), realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), coordenada pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

A queda na safra 2021-2022, de mais de 10%, pode ter contribuido para a perda espaço da cana em participação na matriz energética brasileira. Ainda assim, a matéria-prima foi responsável por 16,4% da oferta total - número que indica queda de 2,7 pontos percentuais frente a 2020 (que foi de 19,15%).

A boa notícia é que que o setor espera alta de 3,2% para a próxima safra, conforme aponta o primeiro levantamento da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) divulgado em maio.

Brasil reduziu produção de energias renováveis

O estudo da EPE revela ainda que a geração total por fontes renováveis brasileira também caiu em 2021, passando de 48,7% em 2020 para 44,7%. O número é menor mesmo quando comparado ao de 2019, quando a parcela de energia sustentável foi de 46,1%.

 

 

Cargando...