Cotação do milho cai pelo quinto mês consecutivo

Após disparar em janeiro, cereal retornou a patamares de novembro do ano passado

Por |
Produção de milho segunda safra no Paraná, (Gettyimages)

Produção de milho segunda safra no Paraná, (Gettyimages)

04deJulhode2022ás12:25

Os preços do milho seguiram em queda no Brasil no final de junho, pressionados pelo aumento na oferta, tendo em vista o avanço da colheita de segunda safra.

A saca de milho fechou o mês a R$ 83,55 contra R$ 85,8 no início de junho e abriu o mês de julho a R$ 83,16, valor muito similar ao de meados de novembro, que variava na casa dos R$ 83.

Na prática, o cereal acumula o quinto mês seguido de queda, após fortes altas no mês de janeiro devido ao início da guerra entre Rússia e Ucrânia, e já retornou ao patamar de cotações de novembro de 2021.

Além disso, o movimento de queda no valor doméstico foi reforçado ao longo da semana passada por desvalorizações no mercado internacional. Diante desse cenário, compradores nacionais seguiram afastados do spot, na expectativa de adquirir lotes a valores menores nas próximas semanas.

No acumulado de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), caiu 3,13%, fechando a R$ 83,55/saca de 60 kg no dia 30. 

Temas en esta nota

Cargando...