Deputada alerta sobre crise no Sri Lanka e na Holanda

Recentemente, o Canadá também enfrentou protestos de agricultores

Por |
Produtores canadenses protestam em apoio a holandeses e contra política de Justin Trudeau. (foto - Take to News)

Produtores canadenses protestam em apoio a holandeses e contra política de Justin Trudeau. (foto - Take to News)

27deJulhode2022ás17:06

Nas últimas semanas o Sri Lanka, país localizado no sul da Ásia, tem enfrentado graves problemas financeiros, e atravessa a pior crise desde sua independência com uma escassez grave de combustível, medicamentos e, principalmente, alimentos - devido a adoção de cultivo exclusivamente orgânico na produção.

O problema é tão complexo, que a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) pretende implementar um "plano de crise para responder à emergência alimentar" e vai oferecer ajuda financeira ao setor agrícola do país.

A deputada federal, Aline Sleutjes (PROS-PR), membro da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), chama a atenção para o tema e vê um paralelo com a situação na Holanda.

“Esses países colocaram determinações e normas que estabelecem plantações de forma unicamente orgânica, hoje estamos vendo o caos, pessoas passando fome e uma redução absurda na produtividade”, disse a deputada.

Sabidamente, a produção orgânica tem produtividade de 30% a 60% menor e, por conta disso, também demanda mais insumos como água e área.

Aline Sleutjes explica que na Holanda, por exemplo, “os produtores em represália a uma decisão do governo de reduzir 30% da sua produção para diminuir a emissão de gases, pararam portos, tratores e colocaram fogo em fenos para chamar a atenção sobre a segurança alimentar.”

No Brasil, há mais de 20 anos se discute a modernização do uso de pesticidas nas lavouras. Contrários à proposta, ambientalistas criticam o uso de defensivos agrícolas no cultivo de alimentos, o que pode levar o Brasil a situação semelhante à do Sri Lanka.

A deputada ressaltou a importância de o Brasil enfrentar a pauta verde sem radicalismo. “Nós temos que ter uma consciência em relação a forma de produção com conceito ecológico, mas principalmente respeitando o ser humano.”

Outros países da Europa e também a Argentina vivenciarm protestos de produtores rurais pro razões diversas mas com causas em comum nas ultima semanas.

Canadá 

No ultimo final de semana, produtores canadenses orgnizaram protestos em apoio aos colegas holandeses e contra a proposta do primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, sobre a redução de 30% das emissões de carbono provenientes da produção de fertilizantes. 

Segundo a imprensa do país, produtores mobilizaram-se em Otawa e outras cidades com gritos de ordem como "Sem produtores não há comida" ("No farmers, no food"). 

Cargando...