DroneShow 2022: especialistas elogiam regulamentação sobre drones no agro

Brasil foi um dos pioneiros a regulamentar a atividade com regras seguras para aplicação de insumos

Por |
DroneShow 2022: especialistas elogiam regulamentação sobre drones no agro
18deMaiode2022ás15:00

Nem só de inovações tecnológicas de drones (e novos modelos) se faz uma DroneShow. A edição 2022 da tradicional feira, especializada nas tendências mundiais das aeronaves, também impulsionou o debate sobre a regulamentação do uso no Brasil e impactos positivos no setor agropecuário

No País, o uso de drones agrícolas relaciona-se mais intensamente com a aplicação de defensivos agrícolas (e demais produtos, como fertilizantes). Daí, a grande preocupação com a segurança operacional, uma vez que a distância e ou a velocidade da pulverização podem interferir na qualidade do alimento. 

“Com base em pesquisas científicas, entendemos que as distâncias de aplicação preconizadas na normativa atual são seguras. Agora, como a tecnologia avança muito rápido, ela também pode sofrer alterações sempre que for preciso”, explicou o engenheiro agrícola Lucas Fernandes de Souza, durante palestra no evento. 

O profissional, vinculado à Superintendência Federal de Agricultura de São Paulo (SFA-SP), que representa o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no estado, abordou a “Regulamentação para pulverização e controle biológico com drones”. Ele demonstrou o sistema Sipeagro, onde são registradas as aeronaves.

Além do Mapa, a regulamentação do uso de drone no Brasil é responsabilidade de outras três instutuições: a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e o Ministério da Defesa.

Brasil é pioneiro 

O Brasil vem sendo considerado exemplo mundial quando o tema é regulamentação de drones na agropecuária. Publicada em setembro do ano passado, por exemplo, portaria do Mapa sobre o tema lançou o País ao status de poucos no mundo com normas oficiais para operações agrícolas com aeronaves não tripuladas. 

Para especialistas que estiveram na DroneShow, o Brasil se destaca por ter sido bastante ágil na regularização e, ao mesmo tempo, oferecer um processo pouco burocrático (o processo é feito pelo Sipeagro). Realizada em São Paulo,  a DroneShow termina nesta quinta, dia 19.  

Cargando...