Menor exportação de soja reduz preço do frete em abril

Valor do transporte caiu na Bahia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, diz Conab

Por |
Menor exportação de soja reduz preço do frete em abril
24deMaiode2022ás15:21

A queda no volume das exportações de soja, 6,3% menor no mês de abril na comparação com março, também reduziu os preços do transporte de carga em estados como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A informação consta no Boletim Logístico de maio da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado no último dia 20. 

Segundo o relatório, que monitora aspectos logísticos do setor agropecuário a partir da  movimentação de exportações dos produtos agrícolas, as vendas de soja e milho para o mercado internacional viveram momentos distintos em abril.

Enquanto a soja registrou nova queda no volume de exportações, totalizando a saída de 11,48 milhões de toneladas - número que é 6,3% menor na comparação com março e 28,7% menor frente a abril de 2021 - o milho atingiu em abril a marca de 690 mil toneladas comercializadas. 

O número do cereal, após resultado inexpressivo de março, é positivo porque reflete a influência gerada pelas cotações internacionais do produto. Ele também representa aumento de 531%, no volume escoado no mesmo período de 2021. 

Mercado interno 

Ainda de acordo com a Conab,  a indústria brasileira, em sua maioria, esteve ativa nas movimentações internas, em cenário que aumentou a liquidez do mercado nacional. 

Ainda assim, analisa o boletim, parte dos produtores manteve-se retraída nas negociações, com receio de perdas pelo clima ou mudanças no mercado internacional. 

Esse comportamento também resultou no maior interesse em armazenar o grão, em detrimento das vendas no mercado spot. 

Sobe e desce do transporte de cargas de abril 

A redução das movimentações nos Estados acarretou também na redição dos preços de frete, ainda que algumas regiões tenham mantido a estabilidade e outras ainda tenham fechado o mês com valores em alta. O aumento do preço do diesel em maio deve gerar novas variações de preço.

Na “coluna do meio”, como exemplo, estão Goiás e Paraná, que registraram números semelhantes aos de abril do ano passado. 

Já a Bahia, assim como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul,  também registrou queda no valor do frete. No Estado, a cotação com origem na região oeste foi 11,3% menor quando comparada ao mês passado (na principal rota estadual com sentido Luiz Eduardo Magalhães / Salvador). 

Além da finalização da colheita da soja, a Conab diz que teve influência no preço a predominância do tempo chuvoso, principalmente na região onde está localizado o porto de Cotegipe, em Salvador.

O Distrito Federal surge na contramão dos demais estados, uma vez que apresentou boa movimentação de cargas, em razão do aumento na oferta do milho e pela colheita do cereal de segunda safra. O Boletim está disponível na íntegra no site da Conab.

 

Cargando...