Embrapa estima aumento de 11,2% na safra de café em 2022

Levantamento mostra 66% das lavouras são arábica e um terço conilon

Por |
Embrapa estima aumento de 11,2% na safra de café em 2022
27deMaiode2022ás14:23

Em 2022, as plantações de café arábica correspondem a 66,84% da safra nacional estimada, enquanto as da espécie conilon representam a 33,15%, de acordo com relatório da Embrapa Café.

A pesquisa, publicada hoje (dia 27), pelo site do Consórcio Pesquisa do Café (ligado ao Observatório do Café), faz um mapeamento do cultivo de café no país, a partir dos dados de maio divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com os indicadores, o Brasil espera colher em 2022 um volume físico equivalente a 53,42 milhões de sacas de 60kg, sendo 35,71 milhões da espécie de café arábica.

Se confirmados, os números apontam para uma taxa de crescimento de 11,96% da produção nacional – e de 13,6% no volume da arábica -, na comparação com a safra de 2021.

Também é esperado um aumento de 8,7% na colheita da conilon. Vale lembrar que o total colhido em 2021 foi de 47,71 milhões de sacas de café.

 Área total cultivada

Com relação à área total cultivada, em todas as regiões produtoras, a estimativa é atingir 2,24 milhões de hectares, com acréscimo de 1,9% em relação à safra anterior. Do total,  81% é  destinado ao cultivo de café arábica e 19% à produção de café conilon.

Já quanto à área exclusivamente em produção, os dados pesquisados indicam uma área de 1,84 milhões de hectares, a qual será 1,8% maior que no ano de 2021. E, em complemento, a área em formação ocupará 401,2 mil hectares em 2022, o que também representa um acréscimo de 2,5% em comparação à temporada passada.

Os seis maiores estados brasileiros com produção de café são, respectivamente: Minas Gerais,Safra Espírito Santo, São Paulo, Bahia, Rondônia e Paraná.

 

 

Cargando...