Preço do etanol recua e do açúcar reage na última semana de maio

Movimentos foram atribuídos à postura firme das usinas paulistas

Por |
Preço do etanol recua e do açúcar reage na última semana de maio
01deJunhode2022ás17:37

As cotações dos derivados de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo tiveram movimentos contrários na última semana de maio, segundo os indicadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Os preços médios do açúcar no mercado spot paulista reagiram entre os dias 23 a 27 de maio, e a média da saca de 50 kg chegou a R$ 131,29/saca, com ligeira alta de 0,8% em relação à da semana anterior (de R$ 130,25/sc).

O movimento de avanço foi atribuído à postura mais firme das usinas paulistas, que restringiram as ofertas do cristal para negociações de pronta-entrega. Segundo agentes consultados, os lotes da nova temporada 2022/23 têm apresentado baixo teor de sacarose, resultando em menor produção de açúcar.

Desta forma, as usinas têm priorizado o cumprimento dos contratos de cristal fixados anteriormente, além de direcionarem maior quantidade da cana para a produção do etanol.

Etanol recua

O volume de etanol hidratado negociado no estado de São Paulo e captado pelo Cepea ao longo da última semana foi o menor da atual safra 2022/23 – mais precisamente, o mais baixo desde a semana encerrada em 21 de janeiro deste ano.

Esse cenário esteve atrelado ao ritmo de comercialização extremamente lento, com lotes reduzidos a pequenas quantidades. Segundo o Cepea, agentes do setor atuaram de maneira cautelosa no momento da tomada de decisão (compra ou venda), visto que muitos estão na expectativa de novas quedas.

Os fundamentos seriam a demanda enfraquecida, o andamento das atividades de moagem (o clima seco na maior parte da região Centro-Sul do País vem favorecendo a colheita) e, sobretudo, nas incertezas relacionadas à questão tributária dos combustíveis.

De 23 a 27 de maio, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado fechou a R$ 3,2486/litro, recuo de 2,94% frente ao da semana anterior. No caso do etanol anidro, houve queda de 1,04% no mesmo comparativo, com o Indicador CEPEA/ESALQ fechando em R$ 3,8406/litro.

Em relação ao Indicador diário posto Paulínia, a média dos valores diários do ESALQ/BM&FBovespa na última semana foi de R$ 3.323,00/m³, baixa de 3,34% frente à da semana anterior. 

Cargando...