Fundecitrus alerta para incidência de leprose em citros até agosto

Manejo é solução mais eficaz no controle do ácaro, que comprometeu 9,5 milhões de caixas de laranja em 2021

Por |
Fundecitrus alerta para incidência de leprose em citros até agosto
06deJunhode2022ás15:48

O Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) emitiu na última sexta (dia 3) alerta para a chance de expansão da leprose no cinturão citrícola nos próximos meses e reforçou a importância de manejo da doença como principal estratégia de combate. 

De acordo com a associação, o motivo de preocupação vem do crescimento, nos últimos seis anos, da taxa de queda de frutos como consequência da leprose. Na safra 2021/2022, a doença foi a quarta responsável pela queda prematura de frutos, comprometendo 2,83%, número  que equivale a 9,5 milhões de caixas perdidas. 

Além da queda, a leprose também provoca redução da vida útil da árvore debilitada pela desfolha e seca dos ramos.

Vírus afeta principalmente laranjeiras

O vírus da leprose dos citros afeta, principalmente, as laranjeiras doces e é transmitido pelo ácaro Brevipalpus yothersi. Este ácaro caminha a curtas distâncias e também pode ser transportado em material de colheita, pelo vento e por plantas e frutos infestados.

A proliferação ocorre, com maior intensidade, entre março a setembro, com período mais crítico entre maio e agosto.

Por este motivo, a Fundecitrus alerta os produtores sobre a importância de manter a população do ácaro em níveis baixos pela aplicação de acaricidas, assim como realizar monitoramento constante no período.

Outro ponto fundamental, segundo o pesquisador do Fundecitrus, Renato Bassanezi, é não fazer aplicações repetidas de acaricidas com o mesmo modo de ação. “Temos poucos acaricidas eficientes disponíveis para o controle do ácaro da leprose e, portanto, precisamos preservá-los”, alerta.

Também são medidas adicionais de manejo para controle da leprose: evitar misturas em tanque com produtos incompatíveis; colher antecipadamente os frutos; e podar ramos com sintomas da doença para reduzir a fonte de vírus.

Cargando...