Grupo chileno investirá R$ 15 bilhões para fabricação de celulose em MS

Cidade de Inocência sediará unidade, com início de operação previsto para 2028

Por |
Grupo chileno investirá R$ 15 bilhões para fabricação de celulose em MS
23deJunhode2022ás12:09

A madeireira chilena Arauco anunciou ontem (dia 22) que investirá cerca de R$ 15 bilhões para construção de nova fábrica de celulose no Mato Grosso do Sul, confirmando o estado como potência na eucaliptocultura. 

Prevista para entrar em operação em 2028 – já as construções devem começar em 2024 -, a nova unidade será instalada no município de Inocência (a 335km de Campo Grande). 

Ela será a oitava fábrica de celulose do Estado, segundo o governo do Mato Grosso do Sul. 

De acordo com a empresa, a instalação gerará de 12 mil empregos no pico da construção, além de 250 empregos diretos e 300 indiretos quando a unidade entrar em operação. 

A Arauco calcula também a abertura de 1,8 mil vagas permanentes para atuação na parte florestal. 

O anúncio foi realizado pela direção da companhia, com presença do governador do Estado, Reinaldo Azambuja, durante lançamento do Plano Estadual de Florestas Plantadas (Profloresta), da Secretária de Estado da Produção, Meio Ambiente Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar (Semagro). 

Brasil como polo 

"O Brasil é um polo importante para a estratégia global do Grupo Arauco. Atuamos no País desde 2002, com as divisões de madeira e operação florestal, e agora estamos trazendo o setor de celulose para cá”, destacou o CEO da companhia, Matias Domeyko Cassel, durante anúncio.

Já o governador comemorou a escolha do estado para sediar a fábrica. “Vamos receber uma das maiores fábricas de celulose do mundo. Será uma unidade moderna, que vai gerar empregos, oportunidades, renda e desenvolvimento social em uma região que também integra a Costa Leste Florestal, mas que não tinha nenhum empreendimento deste tipo”, comemorou Azambuja.

 A Arauco informou que já possui áreas de eucalipto plantadas no município, como parte do planejamento para suprir a demanda do projeto.

Além do Chile, sua terra natal, e do Brasil, a  Celulosa Arauco y Constitución tem atuação também na Argentina. Atualmente, a companhia, que é uma das maiores da América Latina, possui seis fábricas de celulose e outras quatro destinadas à fabricação de madeira reconstituída , sendo duas no Brasil (no Paraná). 

No Mato Grosso do Sul, a Arauco é dona da empresa florestal Mahal, que responde por cerca de 60 mil hectares de florestas cultivadas em seis cidades. 

O Estado conta atualmente com outras seis fábricas de celulose instaladas, além de uma unidade em produção, da brasileira Suzano, em Ribas do Rio Pardo, que prevê a maior planta industrial de celulose do mundo, e estimativa de produção de 2,55 milhões toneladas/ano. 

Na última década, as áreas de florestas plantadas com eucalipto e seringueira em Mato Grosso do Sul cresceram a taxas anuais de 14% e 18%, respectivamente. O Estado também lidera a expansão florestal brasileira superando 2 milhões de hectares de florestas plantadas (somente de eucalipto, são 1,1 milhão de hectares).  

Plano de Florestas 

O Plano Estadual de Florestas Plantadas (PROFLORESTA) entregue ao governador Reinaldo Azambuja, pela Semagro, prevê, ações para a ampliação da cadeia da silvicultura (produtores florestais, celulose e papel, madeireiras, serrarias, móveis e componentes) e de apoio ao trabalho de promoção da diversificação de espécies no MS. 

 

Cargando...