Dólar aproxima-se de R$ 5,40 com temor de recessão global

No Brasil, o receio do mercado internacional fez a cotação do petróleo cair

Por |
Crédito da imagem: Agência Brasil/Arquivo.

Crédito da imagem: Agência Brasil/Arquivo.

06deJulhode2022ás10:34

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (5) vendido a R$ 5,38, com alta de R$ 0,064 (+1,19%) e maior valor desde o fim de janeiro (quando chegou a R$ 5,42).

Diante ds temores de uma recessão global, a partir dos aumentos de juros em diversas economias, a bolsa de valores caiu pela segunda sessão seguida e fechou no menor nível dos últimos dez dias. 

No Brasil, o receio do mercado internacional fez a cotação do petróleo cair, prejudicando a bolsa brasileira, que tem os papéis da Petrobras com maior peso no índice Ibovespa.

Também as negociações em torno da proposta de emenda à Constituição (PEC), que eleva benefícios sociais até o fim do ano, aumentam o receio dos investidores e a instabilidade dos negócios.

A versão aprovada pelo Senado prevê impacto de R$ 41,25 bilhões no Orçamento deste ano.

Cotação em alta

Ontem, a cotação do dólar operou em alta durante toda a sessão, chegando a R$ 5,40 na máxima do dia, por volta das 14h.

No mercado de ações, o dia foi marcado pela volatilidade. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 98.295 pontos, com recuo de 0,32%. O indicador está no nível mais baixo desde 23 de junho.

Já o Ibovespa, depois de chegar a cair 2,1%, recuperou-se perto do fim da sessão, puxado pela alta nas bolsas norte-americanas.

O movimento, no entanto, foi insuficiente para reverter a queda.

A recessão global afeta também o euro que, nesta terça-feira, caiu para o menor valor perante o dólar em 20 anos.

Cargando...