Embrapa cria sistema digital para facilitar avaliação de orgânicos

Agricultores já testaram versão beta da tecnologia; objetivo é facilitar processo de certificação

Por |
Embrapa cria sistema digital para facilitar avaliação de orgânicos
12deJulhode2022ás11:44

Não raras vezes os agricultores de orgânicos relatam dificuldades no processo de certificação de seus alimentos, bem como no preenchimento dos documentos de avaliação de conformidade. 

Pensando nisso, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) desenvolveu um sistema digital para auxiliar os produtores, com versões para o celular ou computador e uso mesmo quando o produtor está offline.

A tecnologia, que já teve uma versão beta testada por agricultores, pretende facilitar o processo de avaliação ao simplificar a forma de atualização dos dados e o armazenamento dos documentos para conformidade orgânica.

A ideia também é permitir o uso restrito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para extrair as informações necessárias da plataforma, agilizando o processo.

De acordo com a pesquisadora da Embrapa Territorial, Gisele Vilela (foto), que coordena o desenvolvimento do sistema, a demanda atende ao pedido dos produtores, uma vez que o preenchimento do selo orgânico sempre é motivo de dúvidas nas oficinas realizadas.

 

 

 

Formulário eletrônico

Para ajudar, foi desenvolvido um protótipo de uma formulário eletrônico, mais intuitivo, e já testado nos últimos encontros, realizados em maio, em Inconfidentes (MG), e em junho, em Ribeirão Preto (SP). 

 “Vamos descrever essas práticas da melhor forma para que eles possam identificá-las. Podem ser descrições explicativas, por meio de hiperlinks, ou até vídeos”, revela Vilela, para quem o objetivo é aproximar a tecnologia da rotina dos produtores e ajuda-los no cumprimento da obrigatoriedade do processo de certificação participativa.

 A iniciativa é uma parceria entre a Embrapa, o Mapa, a Cooperativa Agroflorestal Comuna da Terra - que reúne 80 famílias do assentamento Mário Lago, em Ribeirão Preto (SP) - e a Central de Associações Orgânicos Sul de Minas (OSM), congregação de 15 núcleos regionais, organizados em associações, cooperativas e outros grupos, e que atende 212 agricultores.  

Como funciona 

A Embrapa explica que o sistema consiste em oferecer um formulário eletrônico, associado com outros recursos, de acesso restrito e público. No grupo de acesso restrito ficarão os dados agrupados da produção orgânica das organizações parceiras - apresentados em mapas e gráficos - e os indicadores econômicos da produção orgânica dos usuários.

De acesso público, serão disponibilizados uma relação de produtos e de insumos permitidos para o sistema de produção orgânica, e um banco de dados das tecnologias e produtos da Embrapa disponíveis e direcionados ao segmento.

A tecnologia também disponibilizará aos usuários das organizações parceiras um caderno de campo para registro de suas atividades e uma tabela para planilha de custos, recursos que podem apoiar o agricultor na gestão da lavoura.

Cargando...