CNA premia melhores queijos artesanais do País

Conheça os cinco vencedores em cada categoria

Por |
Minas Gerais, terra do famoso queijo Canastra, faturou 12 das 15 premiações. (foto - CNA)

Minas Gerais, terra do famoso queijo Canastra, faturou 12 das 15 premiações. (foto - CNA)

15deJulhode2022ás10:46

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) premiou, nesta semana, os 15 melhores queijos artesanais do País em três categorias com mais de 90 participantes de 13 estados.  

Entre os estados, Minas Gerais, terra do famoso queijo Canastra, faturou 12 das 15 premiações, mas Santa Catarina e Paraná também marcam presença com ganhadores em diferentes categorias.

Os vencedores foram selecionados em três categorias, que são artesanais com tratamento térmico; artesanais com 30 a 180 dias de maturação; e artesanais com adições/aromatizados/condimentados.

Os queijos passaram por uma avaliação técnica e por júri popular. O prêmio também avaliou a história do produto enviada pelo produtor, que analisou o conhecimento tradicional, a contribuição para a autonomia econômica do produtor (a) rural, a sustentabilidade ambiental e o aspecto diferencial ou original do produto.

Na categoria 30 a 180 dias de maturação, os vencedores foram:

1º lugar - Sander Willian Verburg, da Queijos Cornélia, de Arapoti (PR);

2º lugar - Francisco Antônio de Barros Jr., da Sabor da Alagoa, de Alagoa (MG)

3º lugar - Joaquim Luiz de Carvalho, com o Parmesão da Generosa, do município de Andrelândia (MG);

4º lugar - Hugo Leite, da queijaria Roça da Cidade, de São Roque de Minas (MG).

5º lugar - Arnaldo Ferreira Borges, da Queijos Aiuruoca, Aiuruoca (MG).

Na categoria tratamento térmico, os ganhadores foram:

1º lugar - Joaquim Luiz de Carvalho, com o Lendário da Generosa (MG).

2º lugar - Larissa Silva Melo, com o Cana Velha Tradicional, do munícipio de São Brás do Suaçuí (MG);

3º lugar - Edmilson Rolindo, da Canastra Melhor de Minas, de Formiga (MG)

4º lugar - Carlos Henrique C. Lamim, com o Maranata Bronze, de Virgínia (MG)

5º lugar - foi Diego Perosa, da queijaria Perosa, em Iraceminha (SC)

Na categoria aromatizados e/ou condimentados, os vencedores foram:

1º lugar - Sander Willem Verburg, da Queijos Cornélia, de Arapoti (PR)

2º lugar - Queijos Almeida Guimarães em Itanhandu (MG)

3º lugar - Adalberto Mendes de Barros, do Queijo Sítio da Onça, de Alagoa (MG)

4º lugar - Larissa Silva Melo, da Queijos Cana Velha (MG)

5º lugar - Reginaldo de Assis Castro, da Queijo 3 Irmãos, em Tapira (MG)

Emoção

Sander Willem Verburg, que venceu em primeiro lugar nas categorias artesanais com 30 a 180 dias de maturação e aromatizados e/ou condimentados, afirmou que foi uma surpresa ser premiado duas vezes.

“Quando me inscrevi, a intenção era apenas saber como o júri técnico iria avaliar meus produtos. Estou muito feliz e quero agradecer a participação e principalmente minha mãe que me ensinou a técnica de fazer queijo que foi passada de geração em geração”.

Os queijos de Joaquim Luiz de Carvalho, da Lendário da Generosa, levaram o primeiro lugar em tratamento térmico e o terceiro lugar entre os selecionados na categoria 30 a 180 dias de maturação. Ele dedicou a vitória à equipe e à família.

“Hoje é um dia diferente, estamos muito emocionados e honrados pela premiação. Obrigado a CNA por proporcionar isso na nossa vida”.

Larissa Silva Melo, da Cana Velha Tradicional, também venceu em duas categorias, com o 2º lugar em tratamento térmico e o 4º lugar nos artesanais aromatizados e/ou condimentados.

“Foi um prazer para nós participar e esperamos que com o apoio de vocês a gente consiga melhorar nossa produção para podermos despontar e colocar Minas e o Brasil no mapa do mundo”.

Os finalistas nas três categorias receberam um prêmio em dinheiro, o curso Sebrae Empretec e um certificado. O primeiro colocado de cada categoria receberá R$ 6 mil, o segundo R$ 3,5 mil, o terceiro R$ 2 mil, o quarto lugar R$ 1 mil e o quinto colocado, R$ 500.

O prêmio faz parte das ações do Programa de Alimentos Artesanais e Tradicionais do Sistema CNA/Senar para valorizar e divulgar esses produtos. Essa edição é uma parceria da Confederação com a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Cargando...