PIB chinês abaixo da expectativa preocupa mercados

Segunda maior economia do mundo foi prejudicada por novos surtos de Covid

Por |
Mercado vê meta de 5,5% para crescimento do PIB da China como improvável em 2022.

Mercado vê meta de 5,5% para crescimento do PIB da China como improvável em 2022.

15deJulhode2022ás12:12

Os principais índices de ações do mercado asiático fecharam o pregão sem direção única, na esteira de dados de crescimento trimestrais da China piores do que o esperado. A tensão nos setores imobiliário e de tecnologia chinês também pesou o sentimento.

O Produto Interno Bruto (PIB) da China no segundo trimestre de 2022, período em que o país lutou com novos surtos de covid-19, teve expansão anual de 0,4%, bem abaixo do avanço de 0,9% previsto por analistas.

Em relação ao trimestre anterior, a economia do país sofreu contração de 2,6% entre abril e junho. "Mesmo com alguma manipulação dos números, é difícil ver como a meta do governo de crescimento de cerca de 5,5% este ano pode ser alcançada. Isso levaria uma enorme aceleração no segundo semestre deste ano, o que é improvável", diz a Capital Economics em relatório.

Para se ter ideia, a China é o maior parceiro comercial do Brasil e, assim, uma redução no seu ritmo de crescimento afeta diretamente a economia brasileira. No ano passado, pro exemplo, o país asiático foi destino de 32% das exportações brasileiras. Entre os produtos agropecuários, frango, suínos, soja, carne bovina e diversos outros itens têm na China seu principal comprador.

Já a produção industrial chinesa aumentou 3,9% na comparação anual, menos do que o esperado. Por outro lado, as vendas no varejo mostraram um inesperado aumento de 3,1% no mesmo período.

A bolsa de Hong Kong liderou as perdas na região, pressionada por papéis de tecnologia e do setor imobiliário. A ação do Alibaba sofreu tombo de 5,98%, após o gigante varejista online chinês se tornar alvo de uma investigação sobre o roubo de um amplo banco de dados policial.

Confira a variação e a pontuação de fechamento dos índices asiáticos: Nikkei 225 (Tóquio): +0,54%, 26.788,47 pontos Hang Seng (Hong Kong): -2,19%, 20.297,72 pontos Xangai Composto (Xangai): -1,64%, 3.228,06 pontos Kospi (Seul): +0,37%, 2.330,98 pontos.

Cargando...