28 de julho: dia de parabenizar o agricultor brasileiro

Data foi instituída em 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek

Por |
"O produtor rural tem uma nobre missão". (Foto: Embrapa).

"O produtor rural tem uma nobre missão". (Foto: Embrapa).

28deJulhode2022ás15:13

Quer definição melhor para este 28 de julho, Dia do Agricultor, do que a frase famosa que diz: “quando o campo não planta, a cidade não janta”? 

Síntese perfeita para traduzir o trabalho rural, essas poucas palavras reforçam a importância dos que plantam e produzem alimentos para toda a humanidade.

E não por coincidência, a data – criada em 1960, pelo presidente Juscelino Kubitschek, no mesmo dia que o hoje Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária completou 100 anos -  não deve (nem irá) “passar em branco”.

“O Dia do Agricultor é uma justa homenagem ao homem do campo brasileiro, que vem demonstrando há décadas a sua força e resiliência, mesmo nos momentos mais difíceis”, destacou em artigo publicado hoje, o presidente da Federação Paulista de Agricultura, Fábio de Salles Meirelles.

Para ele, é motivo de comemoração o fato de que, apesar das dificuldades, como juros altos para os financiamentos e questões climáticas, a agricultura brasileira continue crescendo e a consolidando sua importância internacionalmente.

“O agricultor brasileiro continua sendo responsável por ajudar a suprir todo o planeta, responsabilidade que cresceu com as consequências da guerra Rússia/Ucrânia. As exportações do agronegócio brasileiro alcançaram US$ 15,11 bilhões em maio deste ano, uma alta de 14,2% em relação ao mesmo mês de 2021”, escreveu Meirelles.

Já para Francisco Matturro, secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo: “O produtor rural tem uma nobre missão, que é alimentar um mundo cada vez mais populoso, garantindo a saúde e a qualidade de vida das pessoas”.

Ele aproveita a data para parabenizar especialmente os agricultores de São Paulo. “Somos o estado com a agricultura mais diversificada do Brasil. Apesar de termos 3% do território, nosso agro tem grande participação no agronegócio nacional, sendo que 85% dos sucos produzidos no Brasil vêm de São Paulo, além da participação do estado em 74% dos produtos alimentícios”.

Um bilhão de toneladas

João Martins, presidente da Confederação Brasileira de Agricultura e Pecuária (CNA), em vídeo publicado no site da entidade, optou por enaltecer a diversidade do “perfil do agricultor”. “Não é só aquele que produz perto de 300 milhões de grãos, como estima-se no Brasil este ano, mas é todo aquele produz  a agropecuária brasileira e que responde por mais de um bilhão de toneladas de outros produtos”.

“Estamos falando do pequeno produtor rural que é o grande motor da economia agrícola brasileira, é quem leva a mesa de toda nação tudo o que alimenta.”

Dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Usp), do primeiro trimestre de 2022, estimam que o Brasil tem cerca de 18 milhões de pessoas trabalhando com a agricultura e a pecuária. O número é 6,2% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

 

Cargando...