VPA Paulista teve crescimento real de 15,7% em 2021

IEA avalia produção agropecuária de São Paulo em R$ 125,84 bilhões

Por |
VPA da cana lidera ranking estadual e responde por 33,68% do cálculo. (Foto: Getty Images)

VPA da cana lidera ranking estadual e responde por 33,68% do cálculo. (Foto: Getty Images)

04deAgostode2022ás15:37

O Valor da Produção Agropecuária (VPA) de São Paulo cresceu 15,7% em termos reais de 2020 para 2021, sendo avaliado em R$ 125,84 bilhões, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola do Governo do Estado.

"Nessa correlação entre aumento de preços da maioria dos produtos e a diminuição da produção da maior parte (3/4) dos analisados neste estudo, o VPA paulista de 2021, em termos reais, quando deflacionado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), apresentou crescimento de 15,7% relativamente ao período anterior", diz o levantamento.

O estudo pode ser conferido na íntegra no site do IEA e aponta também alta de 28,64% em valores nominais.

O dado faz parte de artigo publicado na última segunda (dia 1), no site da instituição, que aponta cana-de-açúcar, carne bovina, soja, carne de frango e laranja como os cinco produtos de maior geração de valor. Juntos, eles representam 67,59% do produto total do estado.

Vale destacar que a cana-de-açúcar, na primeira posição do ranking, respondeu por 33,68%

Já o leite, que ocupa a 9ª colocação no ranking estadual, registrou aumento no VPA 12,82%, mesmo com a queda de produção de 13,3%.

Preços médios recebidos x custos de produção

O estudo ainda considera que, no caso das commodities, a evolução do VPA é reflexo do alto nível das cotações internacionais dos produtos de exportação brasileiros, em especial a soja e o milho.

Para o cálculo do VPA, foram utilizados os preços médios mensais recebidos pelos produtores, extraídos do banco de dados do Instituto de Economia Agrícola (IEA), e os dados de produção obtidos dos cinco levantamentos sistemáticos de previsão e estimativas de safra realizados pelo IEA e pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI).

Os produtos foram classificados em cinco grupos de acordo com suas características: produtos para indústria, produtos animais, frutas frescas, grãos e fibras e olerícolas.

Todos os cinco grupos apresentaram variação positiva do VPA, com destaque para o de grãos e fibras, que aumentou 42,96%, seguido pelas categorias produtos animais e produtos para indústria, com expansão, respectivamente, de 30,4% e 29,5%.

As menores variações do VPA foram dos grupos de olerícolas, de 11%, e o de frutas frescas, de 6,38%.

Apesar da alta no VPA o estudo revela que dos 50 produtos considerados para cálculo, 29 apresentaram redução no volume de produção.

Cargando...