Caravana Embrapa FertBrasil estimula uso eficiente de fertilizantes

Projeto começa dia 10 por Dourados e Chapadão do Sul (dia 12), no Mato Grosso do Sul

Por |
Caravana Embrapa FertBrasil estimula uso eficiente de fertilizantes
02deMaiode2022ás15:10

Em tempos de crise de fertilizantes, que preocupa agricultores de todo o mundo, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) inicia no próximo dia 10, pela cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, o projeto Caravana Embrapa FertBrasil.

Esta edição, tem entre os temas centrais o debate sobre como aumentar a eficiência dos fertilizantese insumos no campo.

O projeto Caravana Embrapa FertBRasil consiste em levar os pesquisadores e analistas da entidade para encontros técnicos com representantes de cooperativas, associações, sindicatos, consultores e produtores rurais do Brasil – a expectativa é atingir 10 mil profissionais, de acordo com a Embrapa, de 48 polos produtivos agropecuários do Brasil.

Depois de Dourados, o próximo destino será Chapadão do Sul, já no dia 12, também no Mato Grosso do Sul. De lá, a caravana irá para São Paulo (mas as cidades ainda não estão definidas).

"Esperamos, com essa ação, sensibilizar lideranças ligadas às cadeias produtivas da agropecuária, para que o Brasil possa superar a crise dos fertilizantes por meio de capacitação e troca de conhecimentos sistematizados entre os institutos de pesquisa e o setor produtivo ", diz Celso Moretti, presidente da Embrapa.

 "Como não poderemos passar por todas as cidades, escolhemos polos que servirão de referência para aqueles que estão ao seu entorno. Em Dourados, por exemplo, esperamos contar com a presença também de lideranças rurais das cidades do entorno, como Maracaju, Rio Brilhante, Ponta Porã, Naviraí, Sidrolândia. Já em Chapadão do Sul, serão mobilizados os públicos das cidades de São Gabriel do Oeste, Bandeirante e Costa Rica", explica Paulo Galerani, coordenador geral da Caravana em todo o país.

Maior importador de fertilizantes 

O Brasil, atualmente, consome cerca de 8,5% dos fertilizantes a nível global, ocupando a quarta posição. China, Índia e Estados Unidos aparecem no topo da lista. Ocorre que esses esses países são grandes produtores mundiais de fertilizantes, à exceção do Brasil, que importou em 2021 cerca de 89% das 43 milhões de toneladas consumidas na produção agrícola.

As culturas de soja, milho e cana-de-açúcar respondem por mais de 73% do consumo de fertilizantes. A Rússia, em guerra com a Ucrânia, é justamente um dos principais fornecedores para o Brasil: sendo responsável 25% do que é consumido aqui.

De acordo com a Embrapa, é neste cenário que a Caravana pretende abordar questões práticas e de impacto imediato para enfrentar a crise, junto com outras iniciativas do Plano Nacional de Fertilizantes. A meta é promover uma economia de até 20% no uso deste tipo de insumo agropecuário no Brasil, já na safra 2022/23, podendo resultar em até um bilhão de dólares de economia para o produtor rural brasileiro.

Caravana FertBrasil 

Dourados e Chapadão inauguram o primeiro módulo da Caravana, sobre ferramentas para o planejamento agrícola. Participarão dele: os pesquisadores Ademir Fontana, da Embrapa Solos; e Álvaro Resende, da Embrapa Milho e Sorgo.

Já o tema do módulo seguinte, para São Paulo, será novas tecnologias para suprimento eficiente de nutrientes às plantas, com presença do pesquisador Alberto Bernardi, da Embrapa Pecuária Sudeste.

A Caravana Embrapa FertBrasil é uma ação realizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Embrapa e da Rede FertBrasil, com o patrocínio da Bayer e da Rede ILPF e apoio da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), além dos parceiros locais.

Cargando...