Etanol e açúcar têm evolução de preços em sentidos opostos em abril

Enquanto o combustível registra forte alta, adoçante cai significativamente

Por |
Etanol e açúcar têm evolução de preços em sentidos opostos em abril
03deMaiode2022ás09:48

O Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) registrou evolução de preços em sentidos opostos em abril, primeiro mês da temporada 2022/2023 para o setor sucroalcooleiro.

O movimento contrário das cotações dos dois produtos obtidos a partir da cana-de-açúcar começou em meados do mês e acabou por se confirmar como tendência para o início desta safra.  

Etanol

Os valores médios dos etanóis hidratado e anidro subiram com força no estado de São Paulo. Para o hidratado, a média das semanas cheias de abril (Indicador CEPEA/ESALQ) foi de R$ 3,6808/litro, aumento de 14,7% na comparação com o mês anterior.

No caso do etanol anidro, a média do Indicador CEPEA/ESALQ foi de R$ 4,0893/litro, avanço de 15% no mesmo comparativo. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso veio da baixa oferta nesse período, tendo em vista o ainda pequeno número de usinas ativas no mês.

Distribuidoras, por sua vez, mostraram maior interesse em adquirir volumes adicionais.

Açúcar

Já o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar cristal, cor Icumsa de 130 a 180, recuou 5,2% no primeiro mês oficial da temporada 2022/23.

De acordo com pesquisadores do Cepea, apesar do início tardio da moagem neste ano, o volume foi suficiente para pressionar os valores de negociação.

Especificamente no encerramento de abril, usinas também disponibilizaram lotes do cristal da safra passada (2021/22) a preços mais baixos, reforçando o movimento de queda.

Cargando...