Preços da soja e do milho recuam por menor demanda no início de maio

No mercado spot, soja oscilou próxima aos R$ 189 e milho, aos R$ 86

Por |
Preços da soja e do milho recuam por menor demanda no início de maio
09deMaiode2022ás11:16

Os preços da soja e do milho recuaram na semana passada (entre 29 de abril e 6 de maio), respectivamente, em 0,9% e 1,84%, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Cotação da soja

No caso da soja, há ainda uma pequena diferença entre dois indicadores ainda que ambos tenham registrado queda. O Indicador CEPEA/ESALQ – Paraná caiu 0,9%, fechando a R$ 189,44/saca de 60 kg na última sexta-feira (dia 6).

Já o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá (PR) recuou 0,7%, a R$ 193,91/sc de 60 kg na mesma data. De acordo com pesquisadores do Cepea, a pressão veio da menor demanda externa, sobretudo da China, e da evolução na colheita na América do Sul.

Além disso, o baixo volume negociado de oleaginosa da safra 2021/22 do Brasil e a falta de espaço nos armazéns em grandes regiões produtoras do País vêm gerando expectativas de maior oferta no curto prazo.

Cotação do milho

O preço do milho está em queda em parte das regiões brasileiras, influenciados pela menor demanda. Entre 29 de abril e 6 de maio, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) caiu 1,84%, a R$ 86,63/sc de 60 kg, o menor patamar nominal deste ano.

Segundo informações do Cepea, compradores se mostram abastecidos e atentos às boas perspectivas quanto à segunda safra brasileira. Nem mesmo as altas nos preços externos e do dólar foram suficientes para interromper o movimento de queda no spot nacional.

Além disso, produtores também têm interesse em negociar, seja para “fazer caixa” ou para liberar espaços nos armazéns.

Cargando...