Brasil e Japão unem-se para desenvolver agricultura digital e de precisão

Projeto começa a sair do papel no segundo semestre para tecnologias mais sustentáveis e produtivas

Por |
Brasil e Japão unem-se para desenvolver agricultura digital e de precisão
09deMaiode2022ás16:08

Brasil e Japão decidiram unir forças em prol do desenvolvimento de tecnologias agroindustriais sustentáveis, que permitam melhorar a produtividade e a rentabilidade do setor agrícola, sem trazer consequências negativas ao meio ambiente.

Na última sexta, dia 6, representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e do governo japonês, por meio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), assinaram os documentos base do projeto “Desenvolvimento Colaborativo da Agricultura de Precisão e Digital para o Fortalecimento do Ecossistema de Inovação e a Sustentabilidade do Agro Brasileiro”.

O foco é o crescimento da agricultura digital e de precisão no Brasil por meio da colaboração público-privada entre os dois países. E, além de apoio ao ecossistema de inovação agropecuária no Brasil, o projeto tem como principais componentes a criação de uma plataforma de dados da agropecuária brasileira.

A ideia é que ela promova posteriormente a disseminação de tecnologias e informações e que sirva de base para a execução de três projetos piloto nas cadeias produtivas de pecuária de corte, grãos e sistemas agroflorestais.

Tecnologias de Ponta

O início das primeiras ações oficiais do projeto está previsto para o segundo semestre de 2022. “O projeto visa somar a experiência e dimensão da agropecuária brasileira de um lado, com a experiência do Japão no tocante às tecnologias de ponta na área digital”, resumiu Daniel Trento,  coordenador-geral de Inovação Aberta do Mapa.

Para ele, que também é um dos responsáveis técnicos pelo projeto, essa nova cooperação entre os dois países só reafirma a trajetória duradoura e de bons resultados. “O Japão foi um dos principais parceiros nos projetos da década de 1970 que contribuíram para o desenvolvimento do agronegócio brasileiro”, disse.

 

Cargando...