Custos altos e restrições no crédito preocupam produtores gaúchos de trigo

Apesar de expectativa de crescimento na área cultivada, setor teme impactos negativos da alta do dólar

Por |
Custos altos e restrições no crédito preocupam produtores gaúchos de trigo
11deMaiode2022ás15:05

Produtores de trigo do Rio Grande do Sul estão preocupados com o impacto na safra de grãos de trigo 2021/22 a partir da elevação dos custos de produção - em virtude do conflito Ucrânia e Rússia - e das restrições do crédito bancário em 2022. 

Para eles, esses são fatores que poderão influênciar negativamente nas estimativas para o próximo ciclo. A Companha Nacional de Abastecimento (Conab) anuncia amanhã, dia 12, sua estimativa para a safra de grãos de 2021/22. Espera-se que haja crescimento da área cultivada de trigo em território nacional. 

A "chamada de atenção" dos produtores do Sul foi tema de encontro realizado recentente entre integrantes da Câmara Setorial do Trigo no Estado e autoridades da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

O cenário levantado pelos produtores e entidades representativas do setor  é que a valorização do dólar, ao mesmo tempo em que incentiva a semeadura do trigo, devido aos preços de produto no mercado, reflete negativamente nos custos para os agricultores. O principal receio é diante da possibilidade de altas no preço dos insumos como combustíveis, defensivos agrícolas e fertilizantes.

“Vale salientar que por tratar-se de uma cultura de alto risco, principalmente por questões climáticas, o produtor não planta trigo sem seguro”, destacou, na ocasição, o superintendente da Conab no Rio Grande do Sul, Carlos Bestetti. 

Para ele, o passivo deixado pela frustração da safra de soja e a demora na solução da cobertura do seguro agrícola da oleaginosa também ajudam a formar “o conjunto principal de fatores que determinarão o tamanho da lavoura de trigo do estado”, disse.

Apesar do receio da Câmara, a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) estima que a área cultivada chegue aos 1,45 milhão de hectares, confirmando expectativa nacional de crescimento da área. Na safra passada, foram 1,17 milhão de hectares cultivados, com produção de 3,4 milhões de toneladas.

Safra de grãos 2021/2022 

A expectativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é que a semeadura do grão de trigo apresente crescimento neste ano, diante das condições favoráveis para o cereal no mercado nacional e internacional. 

Atualmente, a Conab prevê uma área semeada em 1,16 milhão de hectares. O número de área de crescimento da Safra de Grãos 2021/22, assim como possíveis impactos, será apresentado amanhã. Na ocasião, analistas da Conab trarão informações sobre produção, produtividade e área plantada das principais culturas de grãos do País.

Cargando...