Mapa publica novo Zoneamento Agrícola de Risco Climático para algodão

Portarias estão no Diário Oficial da União desta quarta, dia 17, e entram em vigor dia 1º de junho

Por |
Mapa publica novo Zoneamento Agrícola de Risco Climático para algodão
18deMaiode2022ás16:46

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou nesta quarta-feira, dia 18, as portarias estaduais que aprovam o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para o cultivo de algodão herbáceo. Elas são válidas para ano-safra 2022/2023, e entram em vigência a partir de 1º de junho.

Para as novas definições, o Zarc 2022/2023 considerou as melhores condições de crescimento, desenvolvimento e produtividade do algodão, além de itens como temperatura, umidade do solo e luminosidade.

Também o clima e duração do ciclo são importantes para determinar a quantidade de água necessária no cultivo. Em geral, a planta necessita de 700 mm a 1300 mm de chuva para seu bom desenvolvimento, sendo que 50% a 60% das necessidades hídricas ocorrem no período de floração e formação do capulho (fruto do algodão).

Amenizar riscos

As orientações do Zarc buscam amenizar os riscos climáticos do agricultores. Outra vantagem é que produtores que seguem as recomendações do Zarc aumentam as chances de serem beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

Isso porque muitos agentes financeiros só permitem o acesso ao crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas portarias de zoneamento.   

Cargando...