Preços do frango e do suíno recuam forte no atacado em maio

Tendência de queda já havia sido verificada entre vários FLV´s

Por |
Preços do frango e do suíno recuam forte no atacado em maio
20deMaiode2022ás16:28

Depois de diversos FLVs (Frutas, Legumes e Verduras), foi a vez dos preços das aves e suínos recuarem no varejo no mês de maio. Pelo menos é o que mostram os indicadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada) divulgados entre ontem e hoje.

Além disso, a própria parcial da inflação para o mês de maio do IGP-10 indicou redução do ritmo de aumento de preços, após semanas de altas consecutivas após o início da guerra entre Rússia e Ucrânia.

Frango cai 7,9% em maio

O valor pago pelo frango inteiro congelado no atacado da Grande São Paulo, o maior mercado consumidor do país, caiu 0,13% entre 12 e 19 de maio, a R$ 7,35/kg nessa quinta-feira. Desde o começo do mês, quando valia R$ 7,98, a queda já chega a 7,9%.

Mesmo disponibilidade limitada por conta das exportações aquecidas, o avanço da segunda quinzena de maio e a retração dos consumidores, menos capitalizados neste período, vêm resultando em quedas nas cotações da carne de frango em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea.

Suínos recuam ainda mais

Os valores do suíno vivo e da carne estão em forte movimento de queda em todas as praças acompanhadas pelo Cepea. O valor para o quilo da carcaça suína caiu 9,5%, de R$ 10,08 para R$ 9,13, desde o início de maio.  

Segundo pesquisadores, a pressão vem da menor demanda doméstica e também do recuo no ritmo de exportação da carne brasileira neste mês.

Além desse recente movimento nos preços, suinocultores consultados pelo Cepea também estão preocupados com as temperaturas mais baixas nesta semana.

Isso porque o clima frio exige aumento na oferta de ração aos animais, o que, consequentemente, resulta em aumento nos custos de produção – vale lembrar que os preços do milho e do farelo de soja estão em patamares elevados.

Cargando...