Preços da soja e do milho perdem força em maio

Boas safras parecem compensar incertezas no mercado internacional

Por |
Preços da soja e do milho perdem força em maio
31deMaiode2022ás10:14

Os preços da soja e do milho recuaram levemente ao longo do mês de maio com oferta acima da demanda, porém incertezas no cenário internacional, de acordo com o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada).

Depois de alcançar cotações recordes com a guerra entre Ucrânia e Rússia em março, acima de R$ 200 por saca para a soja e R$ 100 para o milho, os preços dos itens acomodaram-se desde abril por conta da expectativa de boas safras e retração de compradores.

Ainda assim, os níveis de preço para os dois produtos operam há vários meses próximos a recordes históricos. Essa tendência formou-se a partir da pandemia de Covid-19 a partir do início de 2020.

Para se ter ideia, o preço de uma saca de soja rondava os US$ 20 (dólares) em fevereiro de 2020 e, hoje, na casa dos US$ 40. No caso do milho, o movimento foi o mesmo, saindo de US$ 11 para os atuais US$ 18.

Soja em maio

Os preços da soja recuaram novamente no mercado brasileiro nos últimos dias de maio, segundo dados do Cepea. De 20 a 27 de maio, o índice ESALQ BM&FBovespa – Paranaguá (PR) registrou baixa de 1,27% para R$ 192,98/sc de 60 kg na sexta (dia 27). No dia 30, a saca caiu mais um pouco para R$ 192,32.

De acordo com pesquisadores, a baixa nas cotações está atrelada à oferta acima da demanda, visto que a colheita da safra 2021/22 de soja está praticamente finalizada na América do Sul. Outro fator que influencia esse cenário é a desvalorização do dólar frente ao Real, que encarece o produto brasileiro aos importadores.

Milho em maio

No caso do milho, os compradores estão afastados das aquisições de novos lotes pois, além de estarem com estoques, estão atentos ao início da colheita da segunda safra – que pode ter produção recorde.

Nesse cenário, conforme apontam dados do Cepea, as cotações do cereal estão em queda. Entre 20 e 27 de maio, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) recuou 1,8%, fechando a R$ 86,90/sc de 60 kg na sexta-feira, 27. No dia 30, a saca caiu mais um pouco para R$ 86,84.

Cargando...