Ucrânia pode retomar exportação de grãos, diz general russo

Ucranianos têm 20 milhões de toneladas de produtos retidos por conta do conflito

Por |
Ucrânia pode retomar exportação de grãos, diz general russo
07deJunhode2022ás10:34

As exportações de grãos da Ucrânia podem ser retomadas a partir de hoje. Essa é a sinalização do ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, que afirmou que os portos de Berdyansk e Mariupol, controlados pelo exército russo, estão “liberados” para exportar.

Segundo a Reuters, o militar disse que as minas marítimas explosivas que estavam lá foram retiradas para possibilitar os embarques dos grãos. A estimativa é de que até 20 milhões de toneladas de grãos entre milho, soja, trigo, girassol e outros itens precisam ser escoados nos próximos dois meses.

A produção de grãos da Ucrânia é importante tanto para a Europa ocidental, em países como França, Alemanha e Polônia, como também para o continente africano, Ásia e o Oriente Médio. Até mesmo o Programa Mundial de Alimentos da ONU compra grãos do país.

"Vi silos cheios de grãos, trigo e milho prontos para exportação. Este alimento tão necessário está retido por causa da guerra russa e do bloqueio dos portos do Mar Negro. Causando consequências dramáticas para países vulneráveis. Precisamos de uma resposta global", comentou o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, em seu Twitter.  

A interrupção do fluxo de grãos ucranianos, segundo analistas, poderia inclusive gerar uma grande crise alimentar na África e até mesmo multiplicar as ondas de imigração “desesperadas” com a crise alimentar e levá-las a países como Itália e Espanha já neste verão, que está prestes a começar no hemisfério norte.

Os dados do ministério da Agricultura da Ucrânia mostram que, mesmo com o conflito, o país exportou 46,51 milhões de toneladas até agora na temporada 2021/22, ante 40,85 milhões na temporada anterior.

 

Cargando...