Preços do algodão caem 22% em junho, diz Cepea

Valores do mercado interno são os menores desde abril de 2011

Por |
Crédito da imagem: Carsten Vollrath/Pexels

Crédito da imagem: Carsten Vollrath/Pexels

06deJulhode2022ás11:16

Os valores internos do algodão em pluma caíram com força ao longo de junho. No acumulado do mês, o Indicador Cepea/USP, recuou expressivos 22,08%, a maior queda observada em um mês desde abril de 2011, quando a baixa foi de 24,35%. 

Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão veio da desvalorização externa, da queda na paridade de exportação e da posição mais flexível de vendedores nacionais. 

Atentos a esse cenário, compradores ofertaram valores ainda menores na aquisição de novos lotes, o que reforçou o movimento de baixa nos preços internos.

Abrapa reduz estimativas para a safra 2021/2022

Após o início da colheita, a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) segue prevendo redução nas estimativas iniciais do volume de pluma projetado para a safra 2021/2022. 

Em nota divulgada ontem (dia 5), em seu site, a Abrapa disse que, com a colheita em cerca de 6,9% da área total de algodão, a nova projeção é de 2,609 mil toneladas, ante o cálculo inicial de 2,8 milhões de toneladas.

As alterações climáticas na regiões produtoras de maneira diferenciada, com chuvas excessivas ou seca, explicam a nova projeção, segundo a associação.

Ainda de acordo com a Abrapa, apesar da revisão negativa, o volume de pluma projetado para a colheita 2021/2022 ainda é 10,8% maior do que as 2,36 milhões de toneladas colhidas na safra passada.

 

Cargando...