Maior Iniciativa mundial em sustentabilidade de algodão visita Abrapa

Representantes da Better Cotton Initiative (BCI) estiveram em Brasília: entidades são parceiras de 2013

Por |
Maior Iniciativa mundial em sustentabilidade de algodão visita Abrapa
08deJulhode2022ás16:58

 

Buscando fortalecer a imagem internacional, a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) recebeu a visita de representantes da Better Cotton Initiative (BCI), na quarta-feira, (6), na sede da associação, em Brasília. 

As duas entidades já atuam em benchmark desde 2013, por meio do programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), gerido pela Abrapa, e licenciado pela Better Cotton.

A BC é a maior iniciativa de sustentabilidade de algodão do mundo.

Por sua vez, o Brasil, que em 20/21, foi o maior fornecedor, com 42% do total de algodão licenciado pela iniciativa suíça, ocupa atualmente o posto de segundo maior exportador e quarto maior produtor de algodão do mundo.

No encontro dessa semana, o diretor Executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero, aproveitou a oportunidade para detalhar as ações estratégicas da Abrapa com objetivo de fortalecer o Brasil no mercado global, sobretudo na área da pesquisa e no uso da tecnologia.

Ele também destacou o empenho da associação na implementação de ações baseadas nos pilares social, ambiental e econômico, atendendo o protocolo do ABR, que é a certificação do algodão brasileiro.

Hoje 84% da fibra tem a chancela do programa ABR. "O programa foi um grande passo que a cotonicultura brasileira deu e que posicionou o algodão em relação à forma de produzir no Brasil, com ênfase na sustentabilidade, observando as normas ambientais e trabalhistas. Dentro deste contexto, a parceria com a BCI é importante e estratégica globalmente", ressaltou. 

Sequestro de carbono

Para o futuro, novos projetos e o aprimoramento dos atuais, estão no radar do setor. Entre eles, o que quantifica o sequestro de carbono na produção de algodão, para comercializar globalmente créditos para empresas que emitem carbono. "Será um passo a mais que daremos e uma garantia de sustentabilidade", disse. Álvaro Moreira, gerente do BCI, demonstrou entusiasmo com as iniciativas brasileiras. "Acho que não tem programa semelhante ao ABR e é interessante ver as ações além do nosso acordo", observou.

Segundo ele, o objetivo da visita foi justamente estreitar as relações entre a BCI e a Abrapa, conhecer os projetos em andamento e trazer perspectivas globais do interesse da cotonicultura. "Temos muito a aprender com a rastreabilidade. É um processo de aprendizagem", destacou.

Governo atualiza preço mínimo safra 2022/2023

E já que o assunto é algodão, vale lembrar que preço mínimo do algodão teve reajuste nesta semana. Segundo portaria publicada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) o aumento válido para a safra 2022/2022 foi de 45,82%, passando para R$ 120,45.

Custos variáveis de produção, além de outras condições de mercado impulsionaram os novos valores. No entanto, a elevação do gasto com fertilizante foi o que mais pesou.

O presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Júlio Cézar Busato, considerou que o preço do algodão está muito acima, mas destacou que a atualização é importante porque baliza os programas governamentais que o cotonicultor pode necessitar no futuro.

A Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM) é uma ferramenta para diminuir oscilações na renda dos produtores rurais e assegurar uma remuneração mínima, atuando como balizadora da oferta de alimentos, incentivando ou desestimulando a produção e garantindo a regularidade do abastecimento nacional.

 

Cargando...