Exportações de milho cresceram 185% em julho

Alta ocorre na comparação com o mesmo período de 2021, segundo parcial da Secretária de Comercio Exterior

Por |
Exportações de milho cresceram 185% em julho
25deJulhode2022ás17:26

A parcial das exportações brasileiras em julho, divulgada hoje (dia 25), pela Secretária de Comercio Exterior (Secex), já aponta para um aumento de 29% na receita em comparação com o mesmo mês de 2021, somando até agora US$ 24,07 bilhões.

O crescimento dos produtos agropecuários é ainda maior: de 47,8% (US$ 5,72) frente ao mesmo período de 2021.

A expansão foi puxada, principalmente, pelo crescimento nas vendas do milho não moído, exceto milho doce, com uma alta de 185,6%, do café não torrado, aumento de 74,6%; e soja, com uma elevação de 35,2%.

Também destacam-se a exportação do arroz com casca, paddy ou em bruto, que cresceu 978,7%, com aumento de US$ 2,07 milhões na média diária, e a de animais vivos, não incluído pescados ou crustáceos, com alta de 278,9% e extra de US$ 1,01 milhões na média diária. 

Importações do agro 

Até a 4º Semana de Julho/2022, as importações do agro cresceram 4,3%, somando US$ 0,35 bilhões; com destaque para a compra de trigo e centeio, não moídos (alta de 39,2%), do milho não  moído, exceto doce, com elevação de 74,8%, e fertilizantes brutos (exceto adubos) cujas importações aumentaram 172%.

E ainda que o resultado médio seja de alta, vale lembrar que os seguintes produtos tiveram diminuição: pescado inteiro vivo, morto ou refrigerado (-14,3%), produtos hortícolas, frescos ou refrigerados (-28,3%) e soja (-91,9%).

Ainda segundo dados do governo, até esta 4º Semana de Julho/2022, comparado a Julho/2021, no total as importações cresceram na comparação entre as médias diárias 42,2% e totalizaram US$ 18,75 bilhões.

Assim, a balança comercial registrou superávit de US$ 5,32 bilhões , com queda de -0,9%A corrente de comércio, por sua vez, aumentou 34,9%, alcançando US$ 42,81 bilhões.

2022

E no acumulado janeiro até 4º semana de julho/2022, em comparação com 2021, as exportações cresceram 20,6% e somaram US$ 188,19 bilhões, enquanto as importações cresceram 31,2% e totalizaram US$ 148,56 bilhões.

Como consequência destes resultados, a balança comercial apresentou superávit de US$ 39,63 bilhões, com queda de -7,5%, e a corrente de comércio registrou aumento de 25%, atingindo US$ 336,75 bilhões.

Cargando...