Agricultor fatura R$ 30 mil por hectare e fica sócio de usina de etanol de milho

Investimento em estrutura e pesquisa garante resultados acima da média

Agricultor fatura R$ 30 mil por hectare e fica sócio de usina de etanol de milho
05deJulhode2024ás13:23

Na esteira do boom do etanol de milho em Mato Grosso, o produtor Paulo Assunção integra um grupo de 24 agricultores sócios da ALD Bioenergia no Mato Grosso.

Ele é proprietário da Fazenda São Paulo, em Nova Marilândia (MT), e também da PA Consultoria Agronômica, que é referência na região graças aos expressivos resultados de sua propriedade.

“Nossa produção tem destaque porque investimos e trabalhamos para evoluir em cada aspecto, o que também fez com que sejamos cada vez mais sustentáveis e eficientes. O produtor rural brasileiro é sustentável porque isso traz margem. O marketing ou os créditos de carbono, se existirem, são consequência”, introduz.

Atualmente, a fazenda realiza três safras por temporada, alternando soja, milho e feijão. No caso da soja, por exemplo, registra 75 sacas por hectare, cerca de 15 sacas a mais que a média da região neste ciclo, apesar do ano “ruim”.

“Foi a primeira vez em 30 anos que o clima realmente prejudicou. A região como um todo teve uma redução de 10 sacas por hectare em soja devido à falta de chuvas. Isso nunca havia acontecido”, relata.

Segundo Paulo, as três safras por temporada permitem uma receita de R$ 30 mil por hectare em uma área de pouco mais de 2 mil hectares. Além das 75 sacas de soja, a propriedade obteve 165 sacas de milho e 50 sacas de feijão.