Preços da soja e do milho ganham força no início de junho

Valorização do dólar foi um dos fatores de sustentação para as cotações

Por |
Preços da soja e do milho ganham força no início de junho
13deJunhode2022ás09:51

A valorização do Dólar na semana passada contribuiu para o aumento das cotações da soja e do milho no Brasil, revertendo tendência observada em maio. A moeda americana cresceu 4,12% frente ao Real, entre 3 e 10 de junho, praticamente a mesma alta na saca a soja.

Segundo o Centro Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os Indicadores CEPEA/ESALQ – Paraná e ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá (PR) subiram 4,26% e 4,24%, com respectivos fechamentos de R$ 194,93/sc e de R$ 200,25/sc de 60 kg na sexta-feira.

Além da apreciação do Dólar, a expectativa de maior consumo interno, a firme demanda externa, sobretudo da China, e o clima quente e seco no Meio-Oeste norte-americano também influenciaram o avanço nos preços.

Variações do milho

O movimento de queda diária consecutiva nas cotações do milho, que vinha sendo verificado desde meados de maio, foi interrompido nos primeiros 10 dias de junho, de acordo com dados do Cepea.

Esse cenário está atrelado às altas dos preços nos portos brasileiros na semana passada, que, por sua vez, foram impulsionados pela demanda mais aquecida e pelas valorizações externa e do dólar.

O Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) subiu 0,41% de 3 a 10 de junho, fechando a R$ 85,42/saca de 60 kg na sexta-feira, 10. Os preços não subiram mais pois os compradores se mantiveram afastados na maior parte da semana.

Cargando...