China produz 13,7 milhões de ton de carne suína no 2° tri

Retomada da produção de suínos na China já impacta o mercado global, inclusive no Brasil

Por |
Retomada da produção de suínos na China já impacta o mercado global. (foto - Getty Image)

Retomada da produção de suínos na China já impacta o mercado global. (foto - Getty Image)

18deJulhode2022ás09:59

A produção de carne suína da China no segundo trimestre subiu para 13,78 milhões de toneladas, segundo cálculos baseados em dados oficiais divulgados na última sexta-feira.

O número representa o nível mais alto no período desde 2015 e confirma a recuperação da suinocultura chinesa, ao menos em volume, após a pandemia de Peste Suína Africana (PSA) devastar a produção do país entre 2019 e 2020.

Os produtores aumentaram o número de fêmeas em 2020 e 2021, o que resultou nesse aumento nos dias de hoje. Historicamente, a China é o maior produtor e consumidor de carne suína no mundo, com cerca da metade de toda a produção global.

O segundo trimestre é normalmente o período com a menor produção da proteína, visto que segue um aumento no abate para o feriado do Ano Novo Lunar da China durante o período de janeiro a março.

Segundo dados do Departamento Nacional de Estatísticas, a China produziu, neste ano, aproximadamente a mesma quantidade de carne suína entre abril a junho que no quarto trimestre do ano passado. Também foi um aumento de 2,4% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os dados também mostraram que 365,87 milhões de suínos foram abatidos no primeiro semestre. A retomada da produção de suínos na China já impacta o mercado global, inclusive, as exportações brasileiras do produto.

Temas en esta nota

Cargando...