Granjas gigantes na China já impactam mercado global de suínos

Com novas mega-unidades, maior consumidor mundial reduziu importações

Por |
A chinesa Zhong Xin Kaiwei construiu a maior fazenda vertical de suínos do mundo, com 26 andares

A chinesa Zhong Xin Kaiwei construiu a maior fazenda vertical de suínos do mundo, com 26 andares

12deJulhode2022ás11:22

Dois dos maiores projetos para produção de suínos no mundo já estão em operação na China e reduzindo a demanda do maior consumidor da proteína no mercado externo.

O condomínio suíno da Muyan Foods e o “arranha-céu de leitões” da Zhong Xin Kaiwei pareciam ficção, mas marcam um novo momento da suinocultura naquele país.

O rebanho de suínos da China, o maior do mundo, caiu pela metade em 2019 devido a pandemia de Peste Suína Africana (PSA), que causou um déficit de 11 milhões de toneladas de carne suína na oferta global.

Desde então, as importações de todas as proteínas aumentaram, levando embarques do Brasil para a Dinamarca a níveis recordes. Mas os chineses prepararam uma retomada em outro nível, substituindo produção de fundo de quintal por alta tecnologia.

E essa produção já altera o comércio global. Apenas como parâmetro, as exportações brasileiras de carne suína caíram 9,3% no primeiro semestre de 2022. Trata-se da primeira redução em volume desde 2019 quando o surto de PSA atingiu o país asiático.

Tamanho é documento

A Muyuan Foods, uma das maiores produtoras de alimentos da China, já está operando o maior complexo para produção de carne suína do mundo. No total, o “condomínio” de suínos conta com 21 prédios e visa finalizar mais de 2,1 milhões de animais por ano.

A fazenda começou a ser construída em março de 2020 e resume o ritmo vertiginoso em que enormes instalações de criação de suínos estão substituindo pequenas fazendas tradicionais no país, muitas das quais dizimadas pela pandemia de PSA.

"Atingimos um período muito favorável para o desenvolvimento. Os preços dos suínos estão muito altos, nossos lucros são muito bons e o fluxo de caixa é realmente amplo", disse Qin Jun, vice-gerente geral da Muyuan, à Reuters na sede da empresa na cidade de Nanyang, no centro da cidade. China.

A nova mega fazenda de Muyuan perto de Nanyang, que abrigará 84.000 porcas e seus filhotes, é de longe a maior do mundo, cerca de 10 vezes o tamanho de uma instalação de reprodução típica nos Estados Unidos. Pretende produzir cerca de 2,1 milhões de suínos por ano.

Maior, mas não o mais alto

A empresa chinesa Zhong Xin Kaiwei anunciou a conclusão da mais alta fazenda vertical para suínos do mundo. O prédio tem 26 andares, fica na província de Hubei, na China, e começou a produzir em setembro do ano passado.

De acordo com a empresa, o edifício é a primeira fase do projeto para criação de suínos e começará com um abate anual de 600 mil animais.

Quando estiver completo, a produção anual da unidade atingirá 1,2 milhão de cabeças ao ano. Este volume é várias vezes maior que a capacidade da maioria das granjas “horizontais”.

As informações foram divulgadas pela NetEase em 2021, empresa chinesa de videogames, que participa do projeto com tecnologia para gestão e manejo dos animais em diversas etapas.

O modelo tem, entre outras curiosidades, um elevador com capacidade para 40 toneladas, que cobre uma área de 65 m² e pode suspender mais de 200 animais de cada vez.

Cargando...