ONG "gringa" sugere rastreabilidade do rebanho brasileiro

Entidade também indica benefícios mercadológicos da prática

Por |
Bovinos de corte pastejando em área experimental de agricultura de precisão. (foto - Embrapa Pecuária Sudeste)

Bovinos de corte pastejando em área experimental de agricultura de precisão. (foto - Embrapa Pecuária Sudeste)

05deAgostode2022ás16:40

A National Wildlife Federation (NWF), ONG dos Estados Unidos com foco na conservação ambiental, reconheceu o desafio de implementar a rastreabilidade do rebanho bovino brasileiro.

Segundo a entidade, a rastreabilidade passou a ser tema central nos fóruns mundo afora sobre a produção das diversas commodities agrícolas, principalmente na pecuária.

“Está se tornando cada vez mais comum que varejistas, consumidores, bancos e investidores queiram saber mais sobre a origem dos produtos que compram ou financiam”, diz em nota divulgada à imprensa.

A ONG reconhece que, no caso da carne bovina, frigoríficos, produtores rurais e outros atores têm buscado apoio em iniciativas que trabalham este tema para responder às novas demandas do mercado.

Desafio da rastreabilidade  

O líder da NWF no Brasil, Francisco Beduschi, pondera que a pecuária nacional apresenta um grande desafio para ampliar sua rastreabilidade: o tamanho do rebanho, formado por mais de 200 milhões de cabeças espalhadas em cerca de 150 milhões de hectares.

Além disso, no sistema de produção, onde muitas vezes os animais passam por várias propriedades antes de chegar ao frigorífico. "É importante lembrar que o Brasil não conta com um sistema de rastreabilidade individual para bovinos adotado em larga escala", afirma.

Ainda assim, ele ressalta que os benefícios mercadológicos e para o sistema produtivo são muito superiores aos desafios, então é preciso que a cadeia toda envide esforços neste sentido.

"A rastreabilidade deve ser vista como um elemento central na produção pecuária pois ajuda a trazer equilíbrio aos três aspectos da sustentabilidade econômico, social e ambiental", finaliza.

Temas en esta nota

Cargando...