Preço do suíno tem queda recorde de 24% em maio em SC

Apesar do balanço do mês, cotação do suíno vivo começou a subir no RS na última semana

Por |
Preço do suíno tem queda recorde de 24% em maio em SC
03deJunhode2022ás17:05

Os valores pagos pelo suíno vivo no mercado independente encerraram o mês de maio em queda na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea/USP. 

De acordo com o órgão, no dia 31, último dia de maio, o preço do suíno vivo de produção independente, posto no frigorifico no Oeste Catarinense, fechou com média de R$ 4,59/kg, uma queda de 24,4% em relação ao dia 29 de abril.

Para os pesquisadores, em boletim divulgado ontem (dia 2), a pressão nos preços veio da maior oferta alinhada a fraca demanda pela carne do animal.

Assim, os valores do suíno no mercado spot passaram a operar abaixo dos observados para os animais de produção integrada – lembrando que, historicamente, as cotações do suíno no mercado independente operam acima dos preços de produção integrada, devido aos maiores custos.

O valor recebido por produtores integrados no dia 31 foi de R$ 5,07/kg. Já no caso das integradoras, estas mantiveram o “preço-base” dos contratos com suinocultores integrados.

Alta do Rio Grande do Sul

Por outro lado, o boletim Semanal da Cotação do Suíno, milho e farelo de soja no Rio Grande do Sul apontou, nesta sexta-feira (dia 3), preço de R$ 5,58 para o quilo do suíno vivo pago ao produtor independente no estado, valor que significa um aumento de R$ 0,35 centavos na comparação com a semana anterior  (23 a 27/5).

O levantamento é feito pela Associação dos Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (ACSURS) e revela ainda que o custo médio da saca de 60 quilos de milho ficou em R$ 88,67. Já o preço da tonelada do farelo de soja foi de R$ 2.410, para pagamento à vista, preço da indústria (FOB).

Ainda de acordo com a ACSURS, o preço médio na integração apontado para a última semana de maio foi de R$ 5,00. As cooperativas e agroindústrias apresentaram as seguintes cotações: Aurora/Cooperalfa R$ 5,10 (base suíno gordo) e R$ 5,20 (leitão 6 a 23 quilos), vigentes desde 09/02.

Para Cooperativa Languiru foi de R$ 5,20, vigente desde 14/02; e Cooperativa Majestade R$ 5,10, vigente desde 09/02. O boletim completa está disponível no site da Associação.

Cargando...