CNA debate Lei da Integração no Rio Grande do Sul

Especialistas realizaram “mutirão de palestras” para produtores de aves e suínos

Por |
Palestras visam aprimorar as formas de negociação entre os trabalhadores e a indústria. (Foto: CNA Brasil)

Palestras visam aprimorar as formas de negociação entre os trabalhadores e a indústria. (Foto: CNA Brasil)

03deAgostode2022ás15:53

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou, no mês de julho, da Semana da Lei da Integração no Rio Grande do Sul. O evento debateu temas relacionados às cadeias produtivas de aves e suínos no estado, com foco nas relações entre produtores integrados e agroindústrias integradoras. 

Em sete dias, os especialistas da CNA – e demais representantes dos organizadores do evento - visitaram cinco cidades e conversaram com aproximadamente 500 trabalhadores rurais de sete agroindústrias integradoras. 

“As palestras realizadas foram um primeiro passo para conscientizar os produtores e também os gestores municipais, as instituições financeiras e todos os demais interessados na cadeia avícola”, disse Júlia Dias Ottoni, presidente da Associação de Avicultores de Frango de Corte e Postura Riograndense (ASACOP/RS). 

A associação foi uma das responsáveis pelo programação, ao lado da Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul). Os encontros aconteceram em Miraguaí, Marau, Nova Bréscia, Carlos Barbosa e Bom Princípio.

“O conhecimento é extremamente necessário para que se possa promover um sistema de integração economicamente sustentável, para que os avicultores gaúchos se mantenham na atividade”, completou Júlia. 

Para ela, o principal objetivo do evento foi esclarecer dúvidas sobre a Lei de Integração e aprimorar as formas de negociação entre os trabalhadores e a indústria. 

Produtores integrados x agroindústrias integradoras

Um dos palestrantes foi o consultor técnico da Comissão Nacional de Aves e Suínos da CNA, Iuri Pinheiro Machado, que abordou temas que regem formalmente as relações abordadas na Lei da Integração. 

Ele falou também sobre as Comissões para Acompanhamento, Desenvolvimento e Conciliação da Integração (Cadecs); o Relatório de Informações da Produção Integrada (RIPI) e o Documento de Informação Pré-Contratual (DIPC). 

Pinheiro ainda apresentou o Cadec Brasil, uma iniciativa do Sistema CNA/Senar que oferece soluções para as demandas dos produtores integrados por meio de consultoria jurídica e treinamento/capacitação de técnicos e lideranças das Cadecs. 

O objetivo é ajudar suinocultores e avicultores a promover o equilíbrio na relação com as indústrias, facilitando as negociações com base na lei de integração. 

Desde 2019, quando foi criado, o Cadec Brasil capacitou 30 instrutores e 176 produtores em oito estados brasileiros, entre eles Mato Grosso e Santa Catarina.

 

Cargando...